Lytron
My Partner
Census
Sebrae
sensus

Região serrana do Rio já registra mais de 674 mortes em decorrência das chuvas

As cidades de Teresópólis e Sumidouro registraram mais mortes nesta terça-feira em decorrência das chuvas. Com isso, subiu para 674 o total de óbitos na região serrana do Rio. As outras cidades que também tiveram vítimas dos temporais são Petrópolis e Nova Friburgo.

Além das mortes, foram registrados ainda mais de 13 mil pessoas fora de suas casas, sendo 6.400 em Petrópolis, 2.200 em Teresópolis e 5.100 em Nova Friburgo.

Com isso, o governo federal decidiu prorrogar os prazos para o pagamento de tributos federais e suspender os prazos para a prática dos atos processuais da Receita Federal para os contribuintes desses municípios, além dos moradores de Areal, Bom Jardim e São José do Vale do Rio Preto.

Com a publicação da decisão no “Diário Oficial”, os contribuintes dessas cidades terão prazo de seis meses para quitar os tributos federais cujo vencimento original ia de 11 de janeiro a 31 de março. De acordo com o Ministério da Fazenda, a prorrogação dos prazos não implica direito à restituição de quantias já recolhidas.

Já os prazos para a entrega de declarações à Receita Federal com vencimento nos meses de janeiro a março serão prorrogados até 31 de julho.

FGTS

Ontem, um decreto publicado no “Diário Oficial da União” ampliou ainda o limite do valor do saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para vítimas de enchentes. Antes fixado em R$ 4.650, equivalente a dez salários mínimos segundo a lei que vigorou no ano passado, o limite foi ampliado para R$ 5.400.

A medida leva em conta o valor do novo mínimo, fixado por medida provisória em R$ 540, mas que ainda depende de aprovação do Congresso. Na semana passada, o ministro Carlos Lupi (Trabalho) já tinha dito que a presidente Dilma Rousseff poderia assinar um decreto permitindo a ampliação do limite de saque mesmo sem a definição no Congresso do novo salário mínimo.

Jorge Araújo-17.jan.2011
Voluntários e coordenadores da Cruz Vermelha organizam doações na cidade de Teresópolis, na região serrana
Voluntários e coordenadores da Cruz Vermelha organizam doações na cidade de Teresópolis, na região serrana

DOAÇÕES

Dois homens foram presos por policiais militares sob suspeita de furtar donativos que seriam enviados para cidades devastadas pelas chuvas na região serrana do Rio, na noite de segunda-feira (17). A dupla recolhia roupas e alimentos quando foi flagrada por agentes do BPVr (Batalhão de Polícia Rodoviária) e do 16º Batalhão de Olaria, no bairro de Campo Grande, na zona oeste da capital.

Segundo a polícia, um dos presos é motorista da UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro). Ele teria utilizado um caminhão da instituição para transportar as doações. O outro suspeito é irmão dele. Um adolescente também foi apreendido na ação.

Ontem, a Prefeitura de Teresópolis decidiu que os donativos para os desabrigados do temporal só podem ser entregues mediante a apresentação de ofício assinado pela secretária de Educação, Magali Tayt-Sohn de Almeida.

Para retirar as doações, os flagelados têm de fazer um cadastro com RG e CPF, mas a maioria perdeu todos os documentos na enchente. Segundo o prefeito Jorge Mario Sedlacek, a medida visa evitar desvios.

Marlene Bergamo-17.jan.2011/Folhapress
Leandro da Rocha, 34, reencontra seus filhos que estavam desaparecidos desde quarta-feira em Nova Friburgo
Leandro da Rocha, 34, reencontra seus filhos que estavam desaparecidos desde quarta-feira em Nova Friburgo
Share

Related posts