sensus
My Partner
Lytron
Census
Sebrae

Cientista acha registro mais velho de cão doméstico na América

Pedaço de osso encontrado nos EUA tem quase 10 mil anos.
Evidências mostram que animal foi comido por humanos.

Um cientista da Universidade de Maine, nos EUA, diz ter encontrado um pedaço de osso de cão doméstico de quase 9.400 anos. O objeto, que estava em uma caverna no Texas, é o registro mais velho de convivência entre homens e cães na América.

O autor da descoberta, Samuel Belknap III, encontrou o osso enquanto analisava lixo deixado por habitantes pré-históricos. Como o objeto estava em uma pilha de excrementos humanos e tinha a cor característica que recebe quando passa pelo sistema digestivo, Belknap suspeita que o bicho tenha sido comido por humanos.

Cor do osso indica que cão foi comido por humanos.
Cor do osso indica que cão foi comido por humanos.
Share

Related posts