My Partner
Census
Sebrae
sensus
Lytron

Meteoro cruza o céu sobre o deserto de Mojave, nos Estados Unidos

Chuva de meteoros está associada à larga trilha de destroços deixados pelo asteroide 3200 Phaethon
Chuva de meteoros está associada à larga trilha de
destroços deixados pelo asteroide 3200 Phaethon
Foto mostra o rastro luminoso deixado por um meteoro no céu sobre o deserto de Mojave, na Califórnia (EUA). A Nasa, a agência espacial americana, anunciou que começou nesta segunda-feira (13) a chuva de meteoros conhecida por Geminídeos. O momento mais intenso do espetáculo celeste, que dura até quinta (16), será a partir das primeiras horas de terça-feira.

A Geminídeos é uma chuva de meteoros das mais intensas. A chuva está associada à larga trilha de destroços deixados pelo asteroide 3200 Phaethon. Espera-se uma taxa de um ou dois meteoros por minuto.

Quando uma partícula entra na atmosfera da Terra e se aquece após o atrito com o ar, vê-se no céu um risco brilhante. A temperatura se torna tão alta que o objeto acaba se evaporando e raramente chega à superfície. Esses objetos luminosos são chamados de meteoros ou, popularmente, de estrelas cadentes. Vez ou outra, um meteoro tem tamanho suficiente para resistir ao calor do atrito e consegue chegar ao chão. Quando isso acontece ele é chamado de meteorito.

São esperados meteoros rápidos e brilhantes, mas eventualmente um ou outro mais lento poderá cruzar o céu, brilhando mais forte até se desintegrar por completo.

Share

Related posts