sensus
My Partner
Sebrae
Census
Lytron

Com lances de R$ 1,2 bi, Nextel se torna nova empresa de telefonia móvel do Brasil

A Nextel é a mais nova empresa de telefonia móvel do país, com atuação em todos os Estados, exceto algumas regiões de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul.

A empresa, que até então atuava apenas com telefonia corporativa, arrematou 11 dos 13 lotes de frequência da Banda H leiloados nesta terça-feira pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) por R$ 1,214 bilhão.

A CTBC ganhou um lote referente a cidades do interior de Minas Gerais. A Oi venceu o lote que atende cidades de Goiás e Mato Grosso do Sul.

O leilão teve ágios de 0% a 205%, este referente ao lote que contempla cidades do interior de São Paulo.

A Banda H é a última faixa de frequência destinada à tecnologia 3G. Pelas regras do leilão, empresas entrantes, como Nextel e CTBC, tinham preferência, o que incomodou as prestadoras atuais.

Oi, Claro, Tim, Vivo, Nextel e CTBC participaram da licitação. As atuais prestadoras somente poderiam competir por lotes de frequência em áreas onde ainda não atuam e em caso de não haver entrante interessado, o que não ocorreu.

Os vencedores do leilão deverão cumprir compromissos de abrangência na prestação do serviço móvel, com prazos definidos pela Anatel.

Entre um lance e outro, representantes da Oi e da Claro se manifestaram contra as regras dispostas no leilão que limitaram a entrada das atuais prestadoras.

Exigiram isonomia de tratamento. A Claro chegou a taxar as normas de inconstitucionais.

As prestadoras tentaram impugnar o edital do leilão semanas atrás, sem sucesso.

Segue na tarde de hoje a oferta de mais 152 lotes de sobras de frequências destinadas a 3G não licitadas em leilão anteriores, que serão disputadas pelas atuais empresas.

Share

Related posts