My Partner
Sebrae
Census
Lytron

Pela 4ª vez, Discovery tem missão adiada

Um vazamento de hidrogênio no tanque externo de combustível do ônibus espacial Discovery forçou a Nasa a adiar a última missão da nave rumo à Estação Espacial Internacional (ISS) pela quinta vez.

Encarregados da missão disseram que a próxima tentativa de lançamento não será realizada antes de 30 de novembro, no mínimo, depois que técnicos descobriram o vazamento, o qual exige grandes reparos. Mais cedo, a Nasa havia estabelecido a próxima janela de lançamento para 1º de dezembro.

“Gerentes da Nasa decidiram adiar a próxima tentativa de lançamento do ônibus espacial Discovery para depois de 30 de nomembro”, informou a agência espacial americana em seu site na internet.

O lançamento deve ser o quarto e último de um ônibus espacial este ano, e o último previsto para o Discovery, o mais velho da frota de três ônibus espaciais, cuja aposentadoria está prevista para o fim do ano que vem.

Mas a missão tem sido adiada por causa de uma série de atrasos, provocada por condições meteorológicas inadequadas e problemas técnicos.

“Agora, temos um vazamento significativo”, disse o diretor de lançamento, Mike Leinbach.

“Em algum momento amanhã teremos um plano de investigação e reparo de avarias”, disse Leinbach. “Provavelmente amanhã à tarde”, acrescentou.

Equipes técnicas não poderão examinar o tanque de combustível de perto até sábado porque primeiro ele precisa ser esvaziado do hidrogênio altamente inflamável, um processo que leva cerca de 20 horas.

O vazamento foi encontrado cerca de duas horas depois de iniciadas as operações para abastecer o tanque externo com hidrogênio líquido antes do lançamento, previsto para as 15h04 locais (17h04 de Brasília).

O vazamento de hidrogênio foi detectado “em um ponto de ligação entre o tanque externo e um duto que leva o hidrogênio gasoso com segurança do Discovery para o tubo de escapamento, onde é queimado”, informou a Nasa.

Uma tempestade suspendeu o lançamento do Discovery na quinta-feira, depois de resolvidos os problemas elétricos que adiaram o lançamento do ônibus espacial três vezes no início da semana.

A missão de 11 dias do Discovery com sua tripulação, composta por seis astronautas americanos, levará à estação orbital um módulo pressurizado logístico chamado Leonardo, que ficará permanentemente acoplado à ISS, de forma a disponibilizar maior espaço de armazenamento.

O ônibus espacial também levará para a estação o Robonauta 2, o primeiro robô humanóide do espaço, que se tornará tripulante permanente da ISS, bem como peças de reposição.

Duas caminhadas espaciais, para trabalhos de manutenção e instalação de componentes, estão previstas.

O Discovery foi lançado ao espaço 38 vezes e a Nasa visa a aposentar a espaçonave depois desta que será sua 39ª missão.

A última missão oficial do programa de ônibus espaciais está prevista para 27 de fevereiro de 2011, data do lançamento do Endeavour.

Como o orçamento da Nasa permite mais um voo de ônibus espacial, se o financiamento for obtido, uma viagem extra poderá ocorrer em junho de 2011.

O programa espacial americano lançou seu primeiro ônibus espacial em 12 de abril de 1981.

Dois dos cinco ônibus espaciais se desintegraram em explosões em pleno voo: o Challenger, em 1986, logo após a decolagem, e o Columbia, em 2003, quando tentava voltar para a Terra.

Share

Related posts