Lytron
My Partner
Census
sensus
Sebrae

Tentativa de libertar Goleiro Bruno

A temporada carioca do goleiro Bruno e de seu amigo Luiz Henrique Romão, o Macarrão, terminou na manhã desta quarta-feira. Os dois principais acusados de tramar o seqüestro e a morte da jovem Eliza Samudio, que desapareceu no início de junho deste ano. O ex-goleiro do Flamengo e seu comparsa seguiram da carro do Rio para a cidade mineira de Juiz de Fora, onde fariam exame de corpo de delito para seguir de avião para a penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, região metropolitana de Minas Gerais.

A estratégia de tentar libertar os dois principais acusados enquanto permaneciam no Rio, traçada pelo advogado Ércio Quaresma, fracassou. Na terça-feira, a Justiça do Rio negou mais um pedido de habeas corpus impetrado por Quaresma.

A temporada no Rio serviu para que os dois réus acompanhassem os depoimentos de audiências em um processo no qual são acusados de seqüestro e tentativa de forçar Eliza a cometer um a borto – fatos que teriam ocorrido em outubro do ano passado. Em Minas Gerais, Bruno, Macarrão e outros seis acusados respondem pelo seqüestro, cárcere privado, agressão, assassinato e ocultação do cadáver de Eliza.

Share

Related posts