Lytron
My Partner
Census
sensus
Sebrae

Palmeiras é rei do empate com Scolari

A chave do insucesso do Palmeiras neste Campeonato Brasileiro não está apenas nas derrotas inesperadas que desesperam o seu torcedor.

Afinal, a equipe de Luiz Felipe Scolari, que hoje enfrenta o Vitória, em Salvador, é a que menos perdeu fora de casa no primeiro turno do campeonato. E, em 19 jogos, foi batida cinco vezes, mesmo número de derrotas de Santos e Inter, terceiro e quarto colocados, respectivamente.

O que mata o Palmeiras é o excesso de empates.

Até aqui foram nove empates (três em casa e seis fora), ou 47,5 % dos seus 19 jogos.

O time terminou o primeiro turno na modesta 12ª colocação, com 24 pontos. Se tivesse vencido ao menos dois dos nove jogos que empatou, o Palmeiras estaria com 28 pontos, a três do G4.

Empatar tanto não é algo comum ao Palmeiras.

Para se ter uma ideia, em todo o Nacional do ano passado, o Palmeiras teve 11 empates. Na edição de 2008, foram apenas oito.

Também não é característica de Scolari ter um percentual de empates tão alto.

Em sua primeira passagem pelo Palmeiras, entre 1997 e 2000, Scolari venceu 50,2% das partidas que comandou, e empatou 25,1%.

Na conquista da Libertadores-99, o Palmeiras de Scolari, em 14 jogos, empatou só duas vezes. Ganhou sete e perdeu cinco vezes.

E na seleção brasileira, em 26 jogos, Scolari venceu 19 vezes, perdeu seis e empatou apenas uma (1 a 1 contra Portugal, em amistoso).

E o curioso é que, antes da volta de Scolari, o Palmeiras ostentava apenas três empates neste Brasileiro. Quando assumiu, na nona rodada, a equipe palmeirense ocupava a sétima colocação.

“Podemos ficar uma hora falando e não vamos achar os motivos. Temos que aprender com esses erros e ter um pouco mais de atenção nos jogos”, disse o goleiro Deola, que será titular hoje, na vaga de Marcos, lesionado.

Dos nove empates, foram quatro insossos 0 a 0. E em outros três jogos, o time deixou a vitória escapar

Contra Internacional e Goiás, ambos fora de casa, o time abriu o placar, mas cedeu o empate no segundo tempo –ambos terminaram 1 a 1. Ante o Botafogo, no Pacaembu, foi pior: o Palmeiras chegou a abrir 2 a 0, mas acabou levando dois gols.

Só foi buscar o resultado contra Corinthians e Fluminense, quando saiu perdendo e chegou ao 1 a 1.

Share

Related posts