My Partner
Sebrae
Census
sensus
Lytron

Napster vira aplicativo

Hoje ignorado, o Napster tenta renascer como um aplicativo. Quando surgiu, o programa criado por Shawn Fanning pressionou a indústria musical, que, assustada, confiou na Apple e aderiu ao modelo de downloads pagos da iTunes Store. Agora que a loja de músicas está prestes a ser superada pela App Store, é a vez do pioneiro do peer-to-peer  se aliar a Steve Jobs.

Depois de enfrentar problemas com a justiça, o serviço decidiu abolir a pirataria e cobrar US$ 10 de cada usuário para ceder o acesso um catálogo de mais de 10 milhões de canções. Com o aplicativo, é possível ouvi-las por streaming e baixá-las para ouvir depois, offline.  Ao que parece, nada muito diferente de centenas de programinhas disponíveis para smartphones. O que pesa mesmo é o nome.

O app já está disponível para download.

Share

Related posts