My Partner
sensus
Lytron
Sebrae
Census

Dilma sobe para 51%, Serra mantém 27%

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, ampliou de 23 para 24 pontos a vantagem sobre o adversário José Serra (PSDB) na corrida eleitoral, segundo pesquisa Datafolha . A petista, que subiu um ponto em relação ao levantamento anterior , venceria em primeiro turno, com 51% das intenções de voto, contra 27% do tucano, que manteve o mesmo percentual. Marina Silva (PV) aparece com 11%, sem alteração na comparação com a última pesquisa.

Os outros seis candidatos não atingiram 1% das intenções de voto. Os votos brancos e nulos somam 4%, enquanto 7% dos entrevistados não souberam ou não responderam. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Se forem considerados somente os votos válidos, Dilma chega a 57%; Serra tem 30%; e Marina, 12%.

Numa simulação de segundo turno entre Dilma e Serra, a petista teria 57% contra 35% do candidato tucano. Os percentuais eram 56% e 35% há uma semana.

Dilma perde pontos no Paraná e em Brasília, mas ainda lidera

No recorte regional, Dilma perdeu cinco pontos no Paraná, mas ainda lidera com 41%, contra 35% do tucano. Já na capital, a petista perdeu oito pontos, somando 28% entre os curitibanos, e voltou a ficar atrás de Serra, que teve 36%.

A petista também piorou seu desempenho em Brasília, saindo de 51% para 43%, mas continua líder porque Serra está com 21%.

Já no Rio Grande do Sul e em Belo Horizonte ocorreu o inverso. Entre os gaúchos, Dilma foi de 43% para 45%, e Serra desceu de 38% para 34%. Na capital mineira, a petista foi de 40% para 44%. O tucano oscilou de 23% para 25%.

Apenas 12% dos eleitores estão bem informados sobre quebra de sigilos

O Datafolha pesquisou ainda o impacto entre os eleitores do escândalo da quebra de sigilos fiscais na Receita. Segundo o levantamento, 57% dos entrevistados tomaram conhecimento do assunto, mas apenas 12% se consideram bem informados a respeito.

Se considerados apenas os que se declaram mais bem informados, a taxa de intenção de votos de Dilma fica em 46%. Serra vai a 33%, e Marina oscila para 14%, o que levaria a um possível segundo turno.

Quando são separados apenas os eleitores que nunca ouviram falar do caso da quebra de sigilos fiscais, a petista vai a 53%, Serra desce a 24% e Marina pontua apenas 8%.

O levantamento, foi realizado entre os dias 13 e 15 de setembro, com 11.784 entrevistados em 423 municípios. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 30.014/2010.

Share

Related posts