Census
Lytron
sensus
Sebrae
My Partner

BBG cria projeto Manhã Brasileira em Boca Raton

O BBG (Brazilian Business Group), além de organizar encontros entre lideranças empresariais do Sul da Flórida, sobretudo nos condados de Broward e Palm Beach, vem aumentando seu arco de atuação, com o objetivo de inserir a comunidade brasileira no contexto de uma região que conta com forte presença de brasileiros. O mais novo projeto da entidade é o projeto Manhã Brasileira, que permite a seus participantes, desde os quatro anos de idade, a oportunidade de aprender e coexistir como se estivessem no Brasil  durante meio período, semanalmente.

”Todo o programa é elaborado em língua portuguesa e os destaques são dados para os costumes, a cultura e o jeito de ser dos brasileiros. Isto tudo num ambiente civilizado e disciplinado a demonstrar tudo aquilo de que somos capazes de oferecer e vivenciar, quando organizados”, explicou Aloysio Vasconcellos, presidente do BBG.

Com o retorno do ano letivo e o final das férias, recomeçaram as aulas de português e inglês para crianças e adultos.  Aloysio explica que o curso de inglês ganhou um impulso inesperado porque os pais levavam os filhos para aprender português e vislumbraram a oportunidade de estudar o idioma local, seja aprendendo-o ou aperfeiçoando-o.

No segundo semestre de 2010, os organizadores inseriram aulas de danças brasileiras e de futebol, tudo em português numa atmosfera bem brasileira e com supervisão de profissionais dedicados e especializados em cada segmento.
Com a inclusão destas novidades, todos esperam o aumento de inscritos. “No ano passado, quando iniciamos este projeto no Jewish Community Center (JCC), em West Boca Raton, tivemos cerca de 90 alunos, apenas com as aulas de idiomas. Não é otimismo exagerado esperar que ultrapassemos a marca de 120 alunos”, aposta Vasconcellos.

A avaliação do trabalho tem sido positiva, segundo Daniela Kiralyhegy, diretora administrativa: “O JCC nos oferece um espaço físico com instalações confortáveis, mas o que vale a pena destacar é a simpatia dos diretores do JCC  para com nossos ideais no sentido de preservar a língua e a cultura de nossa comunidade.”

E Daniela realça que o JCC abriu de fato as portas para nossos compatriotas uma vez que oferece descontos especiais para os alunos e familiares do programa oferecido pelo BBG possam usufruir da estrutura esportiva e cultural do JCC.
A diretora administrativa também enfatiza a habilidade da equipe de ensino e de recreação, que está bem entrosada, entretanto admite que o trabalho de voluntariado é importante para que o projeto caminhe com firmeza na direção correta. “Temos dado novos passos, sempre com cuidado e atenção, para consolidar e aprimorar o que começamos. Para tanto são muitas as tarefas a serem realizadas e quem tiver interesse em colaborar será muito bem vindo ao grupo. Afinal, somos, com poucas exceções, todos voluntários”.

BBG pensa em ampliar atividades

O projeto  Manhã Brasileira é uma das atividades do BBG, mas a entidade está acompanhando  a movimentação na região onde sua atuação é mais efetiva. E o principal escopo do BBG não foi esquecido, pelo contrário, vem sendo cada vez mais valorizado. O presidente diz que a entidade está ajudando  a criar as condições adequadas para o desenvolvimento de uma plataforma brasileira capaz de atrair para esta região empresas médias e pequenas, tanto norte-americanas como brasileiras, no sentido de incentivar negócios entre os dois países.  “A nossa participação é justamente inserir-se neste processo como um agente importante, ao oferecer cursos e seminários e vocacionais a fim de melhor capacitar uma mão de obra técnica e especializada e bilíngue. Assim, podemos atuar como elo de ligação entre os empresários dos dois países”, projeta  Vasconcellos.

No âmbito social, o BBG também incrementará o convívio entre os membros em todos os níveis, com destaque para a comemoração de fim de ano que reúne os associados e seus familiares.

Entretanto, é preciso crescer sempre. Para a diretora de eventos da entidade, Andrea Trindade, o BBG vem cumprindo seu papel: “Com os eventos realizados, temos o propósito de levar à comunidade empresarial brasileira do Sul da Flórida informações úteis que possam ser utilizadas para o aperfeiçoamento do desempenho de empresários e profissionais liberais”.

Com este objetivo em mente, cada evento realizado pelo BBG solidifica sua presença na comunidade e consequentemente desperta o interesse das pessoas se associarem ao grupo. “Os temas, as discussões e as questões levantadas nos eventos procuram suscitar também a necessidade de estarmos unidos na busca de alternativas comuns que levem ao benefício coletivo”, enfatiza Andrea. E o projeto Manhã Brasileira está perfeitamente adequado à proposta do BBG, por investir em educação, dando aos integrantes da comunidade brasileira uma vantagem competitiva, uma vez que capacita profissionais para serem bilíngues e, portanto, mais equipados para disputar vagas no mercado de trabalho.

Programação 2010
Demonstrando estar atendendo perfeitamente a finalidade de oferecer seminários de interesse para empresários e profissionais liberais, o BBG já tem uma programação definida até o final de 2010.

No dia 19 de agosto, Manny Sarmiento, presidente da New Media, New Marketing, Inc., falou sobre a importância das mídias sociais no ambiente empresarial. A palestra-almoço de setembro será apresentada por Jeni Chokron, diretora da Divisão de Pequenas Empresas e Empréstimos Alternativos do BankAtlantic. Em outubro, no dia 21, Pedro Kono, professor da Temple University em Tóquio, Japão, e da Pepperdine University, em Los Angeles, Califórnia, dará uma “aula” sobre Planejamento Estratégico, um assunto de primordial importância para os empresários que pensam a longo prazo. A série de palestras de 2010 encerra-se com Luiz Henrique Perlingeiro, que vive no Rio de Janeiro, e fará uma análise do Brasil após as eleições, uma vez que já estarão definidos os eleitos. Em dezembro, como vem ocorrendo nos últimos anos, será realizada a confraternização de fim de ano, marcada para o dia 04.

Aloysio Vasconcellos disse que o BBG está buscando  uma maior interação entre a entidade e os brasileiros que vivem do Sul da Flórida. “Acho muito importante a participação de todos em projetos  voltados aos interesses da comunidade empresarial brasileira. Nós, do BBG, estamos buscando trazer melhores condições de vida à nossa comunidade, através de programas educacionais, sociais e empresariados, e formando parcerias com o objetivo de fortalecer a comunidade brasileira na Flórida,” afirmou.

Para mais informações sobre o trabalho do BBG, entre em contato com Daniela Kiralyhegy através do telefone (561) 213-8260 ou pelo e-mail danielakiraly@yahoo.com.

ANTONIO TOZZI é jornalista.

Share

Related posts