My Partner
Lytron
Census
sensus
Sebrae

Implantada a Câmara de Internacionalização de Curitiba

A Câmara de Internacionalização de Curitiba implantada em julho deste ano surgiu em um encontro  entre Fesp, FCU e Concex. Entre os presentes,  o presidente da FCU, Antony Portigliatti, ressaltou sua admiração por Curitiba e disse que a cidade tem porte e total condição de ser uma referência em negociações com o mercado externo. Na mesma data foi assinado um acordo entre as 3 entidades, instituindo a criação da Câmara.                                                                                                                                O CIN também apoiou a idéia e no dia seguinte, durante o almoço na Fiep, com os palestrantes da interbusiness, empresários convidados e a diretoria da Fesp, o presidente da casa, Rodrigo Loures, confirmou a participação no projeto da Câmara de Internacionalização de Curitiba.O evento começou com a participação especial do CEO/Embaixador nos Estados Unidos, da Câmara, e presidente da FCU, Anthony Portigliati, que falou direto de Orlando em um sistema de teleconferência, com todos os presentes. Ele comentou que a notícia do acordo firmado com Curitiba já se espalhou pela Flórida e que foi bem recebida pelo governador do Estado e pelo prefeito de Orlando. “Outras entidades estão sendo contatadas para garantir intercâmbio estudantil entre alunos das duas cidades, inclusive, como possibilidade de bolsa para quem não tiver condições financeiras”, garantiu ele. Guimarães apresentou o histórico de toda a negociação para a realização do Interbusiness, evento realizado pela FESP, que possibilitou a vinda de grandes nomes dos Estados Unidos e, consequentemente, a criação da Câmara de Internacionalização de Curitiba. Mostrou também como ficará a estrutura do novo órgão e que a sede física no Brasil será na Casa das Nações, em Curitiba, no campus da FESP. Em Orlando, a Câmara será sediada na FCU. O principal objetivo da Câmara de Internacionalização de Curitiba é promover a cooperação técnica, científica, o comércio internacional e programas educacionais entre as instituições parceiras do projeto. Agora, com a implantação do órgão, a diretoria da Câmara de Internacionalização de Curitiba tem 90 dias para receber os projetos de internacionalização de carreira ou de negócios e montar toda a estrutura de funcionamento. Na FESP, o contato para inscrição de projetos e para obter outras informações sobre o assunto é o professor Marco Antônio Cercal, que viveu durante anos em Orlando e tem excelentes contatos nos Estados Unidos. Após o lançamento da Câmara, Guimarães partiu para Orlando. Ele visitará mais de dez entidades de setores como comércio, indústria, importação e exportação e educação. Além disso, já tem agenda com o prefeito da cidade americana e com o governador da Flórida. “Nosso objetivo é de voltar com algumas parcerias já firmadas para garantir ainda mais a consolidação da Câmara de Internacionalização de Curitiba”, declarou ele.

Share

Related posts