Census
My Partner
sensus
Lytron
Sebrae

EUA têm menor número de soldados no Iraque desde a invasão de 2003

O Exército americano anunciou nesta terça-feira que o número de militares no Iraque foi reduzido a menos de 50 mil, segundo as ordens do presidente Barack Obama para o fim da missão de combate. Os Estados Unidos têm assim o menor número de militares no Iraque desde a invasão do país, em 2003, a uma semana do prazo final para a retirada destes militares.

“Segundo as diretrizes do presidente Obama e em conformidade com uma retirada responsável, o nível das forças americanas no Iraque foi reduzido a menos de 50 mil”, afirma um comunicado militar.

O general Ray Odierno, comandante-geral das forças americanas no Iraque, disse a repórteres nesta terça-feira que as tropas foram reduzidas a 49.700, número que deve ser mantido até o próximo ano.

“A partir de 1º de setembro passarão a integrar a operação New Dawn (Novo Amanhecer)”, continua o comunicado, explicando que as tropas americanas no Iraque se limitarão ao treinamento e assessoria das Forças de Segurança iraquianas e a oferecer apoio na luta contra o terrorismo caso seja solicitado pelas autoridades do país.

A Operação Novo Amanhecer vai durar até a retirada total do Exército americano, prevista para o final de 2011.

Aquele que era considerado o último batalhão de combate americano no Iraque, a Quarta Brigada Stryker da Segunda Divisão de Infantaria, deixou o país na quarta-feira passada (18), mas ainda permaneciam no país 56 mil soldados.

A retirada das tropas faz parte de um acordo assinado entre Bagdá e Washington, mas vem em um momento frágil da história iraquiana e deixa muitos questionando se a segurança e a democracia iraquianas vão sobreviver sem a participação americana.

As eleições parlamentares de 7 de março deste ano ainda não produziu vencedor, porque as diferentes coalizões iraquianas não conseguiram superar as diferenças para formar um governo de união.

A presença das tropas americanas no Iraque atingiu picos e baixas ao longo dos sete anos de guerra e chegou a um máximo de quase 170 mil tropas em 2007, como parte de um reforço para combater a insurgência e violência sectária. A redução começou no fim de 2008.

Mais de 4.400 soldados americanos morreram no Iraque desde a invasão de março de 2003.

Share

Related posts