Census
Sebrae
My Partner
sensus
Lytron

Brasileiro de Boca Raton salva vida de bebê ao doar medula óssea

O brasileiro Eduardo Dombrowski, filho dos empresários Marco e Ivanete Dombrowski,  foi o doador para o transplante de medula óssea que salvou a vida de uma criança. Tudo começou quando Eduardo colocou seu nome na lista de doadores da Fundação Icla da Silva, no início deste ano. Depois de testes, descobriu-se que ele era compatível com a criança, e depois de contactado pela Fundação, o jovem de 20 anos aceitou ser o doador da medula óssea. O procedimento aconteceu no Jackson Memorial Hospital, em Miami. O nome da criança que recebeu a medula óssea não pode ser divulgado uma vez que, em casos de doação, doador e receptor não podem ser identificados.
Nos Estados Unidos, cerca de 12.000 pacientes por ano poderiam se beneficiar de um transplante de medula óssea. Hoje existem mais de 65 enfermidades para as quais o transplante de medula óssea pode ser a única chance de cura. A Fundação Icla da Silva (www.icla.org) é uma organização sem fins lucrativos estabelecida nos Estados Unidos em Junho de 1992, depois do falecimento de Icla da Silva, uma jovem brasileira de 13 anos de idade, que sofria de leucemia.
Na Flórida, a fundação tem dois representantes. Roosevelt Ramos e Carlos Wesley. Eles têm participado das campanhas feitas em eventos em várias cidades da Flórida, para mobilizar cada vez mais a sociedade num trabalho de conscientização e ação voluntária. Para mais informações, visite o web site da entidade: www.icla.org. Caso não exista uma campanha em um local conveniente, a pessoa pode entrar em contato com a fundação pelo telefone gratuito 1-888- 638-2870 para receber o formulário e os cotonetes. O exame pode ser feito em casa e enviado de volta pelo correio. FOTO: DIVULGAÇÃO.

Share

Related posts