Lytron
Census
sensus
Sebrae
My Partner

EUA posicionam 1.200 soldados na fronteira com o México

A partir de agosto, eles lutarão contra o narcotráfico e a imigração ilegal

A secretária de Segurança Interna, Janet Napolitano, anunciou a mobilização de 1.200 soldados da Guarda Nacional Americana na fronteira com o México para lutar contra o narcotráfico e a imigração ilegal. O trabalho começará no dia 1º de agosto.

Em comunicado,Janet afirmou que os soldados “darão apoio aos agentes federais que trabalham em áreas de alto risco para combater organizações criminosas que buscam introduzir pessoas e bens ilegais pela fronteira sul.”

Neste primeiro momento, além da Guarda Nacional a região receberá 300 agentes adicionais do serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras, além de helicópteros e outros equipamentos de vigilância. “A fronteira está com mais recursos e está mais segura do que jamais esteve, mas o trabalho continua e o desafio permanece”, disse Alan Bersin, comissário da agência de Alfândega e Proteção de Fronteiras.

A violência na região tem aumentado nos últimos anos, mas Bersin disse que a infiltração de imigrantes ilegais começou a declinar, enquanto as apreensões de drogas e armas cresceram.

O posicionamento das tropas adicionais foi anunciado pelo governo Obama em maio, depois dos repetidos pedidos das autoridades dos estados fronteiriços com o México após o aumento da violência do narcotráfico no país vizinho.

Lei anti-imigração – Na próxima quinta-feira, o governo americano irá à Justiça federal para tentar revogar a lei de imigração do Arizona, que determina que a polícia peça documentos de quem aparentar ser imigrante ilegal, regra que muitos consideram discriminatória.

O governo federal diz que a lei, que entrará em vigor no dia 29, é inconstitucional, por abranger assunto de jurisdição federal. A agência de Imigração e Fiscalização de Fronteiras também prometeu dar mais atenção ao Arizona, inclusive com a abertura de um escritório voltado para o combate a crimes transfronteiriços e o envio de mais advogados para processar criminosos que tenham cometido violações de leis imigratórias.

Share

Related posts