sensus
Lytron
Census
Sebrae
My Partner

Chrysler quer fechar 789 lojas nos EUA

A montadora americana Chrysler anunciou nesta quinta-feira, na Corte de Falências de Nova York, um plano de fechar 789 das 3.200 concessionárias que possui nos Estados Unidos até o próximo mês. A medida faz parte do projeto de reestruturação da empresa, que há duas semanas pediu concordata.

Para justificar o fechamento de cerca de 25% da rede, a montadora alega que a rede está obsoleta e muitas lojas competem entre si. Além disso, a Chrysler informou que 90% de suas vendas são realizadas em pouco mais de 50% das concessionárias. Lojas que vendem apenas uma das marcas da montadora – Jeep, Dodge e Chrysler – também devem ser fechadas .

O vice-presidente da montadora, Jim Press, afirmou que os cortes são difíceis, mas necessários. Mais da metade das revendedoras que serão fechadas vende menos de 100 veículos por ano, segundo a empresa. Um juiz da Corte de Falências deve decidir no próximo dia 3 de junho se aceita este plano.

A Chrysler informou que os 3,5 milhões de clientes que compraram veículos em concessionárias afetadas serão notificados e terão suas garantias mantidas.

Concordata – Para se reestruturar, a Chrysler anunciou acordo com a italiana Fiat, além de pedir concordata. A empresa tem até o dia 27 de maio para definir como será a parceria com a Fiat.

Além disso, o governo deve conceder mais verbas, além dos 4 bilhões de dólares já emprestados, e permitir a criação de uma “nova Chrysler” livre das principais dívidas. Pelo projeto do Departamento do Tesouro, a empresa pagará 2 bilhões de dólares de um total de 6,9 bilhões de dólares e terá suas dívidas canceladas.

Share

Related posts