cultureholidays
Lytron
My Partner
Census

Semanas de Moda – Os desfiles que ficarão na história

A ATUAL TEMPORADA DE DESFILES TEM SIDO MARCADA POR UM CENÁRIO INCERTO, ONDE A MAIORIA DAS MARCAS OPTOU POR APRESENTAR SUAS COLEÇÕES DE FORMA VIRTUAL, POR MEIO DE SHOWS DE STREAMING E OUTROS FORMATOS MENOS INOVADORES. SEM PODER CONTAR COM O GRANDE IMPACTO E CONTEÚDO GERADO PELOS CONVIDADOS (CELEBRIDADES, INFLUENCIADORES, ARTISTAS E OS PRÓPRIOS ESTILISTAS), AS MARCAS USARAM AS MÍDIAS SOCIAIS PARA APRESENTAR SUAS COLEÇÕES DE FORMA DIGITALIZADA DURANTE AS SEMANAS DE MODA VIRTUAIS E APROVEITAR O MOMENTO PARA FAZER HISTÓRIA.

MOSCHINO

Para seu show SS21, Jeremy Scott criou um Show de Marionetes – uma solução original e divertida para apresentar um desfile à prova de pandemia. Do casting de modelos – bonecas movidas por cordas – à primeira fila com fantoches que imitavam líderes do setor como Anna Wintour e Edward Enninful. A coleção reflete o ano 2020 ainda mais nos designs. Costuras, dardos, painéis e espartilhos que costumam entrar nas peças, foram mostrados à vista, de cabeça para baixo. Nas palavras do designer, “Estamos vivendo de trás para frente, de dentro para fora. Tudo é surreal, mas de alguma forma também real demais. É um lugar reconhecível, mas é estranho e certamente desconcertante“. Não podemos concordar mais. CRIATIVO DEMAIS.

LOEWE

 

Jonathan Anderson quer que a gente se divirta com a moda novamente. Com este objetivo em mente, o diretor criativo da Loewe encontrou, junto com a artista Anthea Hamilton, uma forma nova e original de apresentar a coleção Primavera-Verão 2021 nos tempos em que vivemos: na parede de sua casa.

Este ‘Show-on-the-Wall’, como foi intitulado, consistiu em enviar a amigos da casa, editores, estilistas e celebridades, o que parece um kit de bricomania, mas com o toque de luxo e artístico que caracteriza Loewe. Lá dentro, os “espectadores” encontraram pôsteres com looks e acessórios em tamanho natural, e ferramentas para montá-los – no mais puro estilo “faça você mesmo” – como um papel exibido na parede da sua sala, naquele estilo “board wall”. SUPER ORIGINAL.

PRADA

Este foi um dos shows mais esperados da temporada Primavera-Verão 2021: a estreia de Raf Simons como co-diretor criativo com Miuccia Prada. Destacando um dos temas fetichistas que Raf Simons e Miuccia Prada têm em comum, a coleção privilegia o uniforme, no seu sentido mais metafórico. A coleção combina marcas de estilo que Simons estabeleceu ao longo de sua carreira como casacos, moletons gráficos e gola alta, com os conhecidos códigos Prada , formados com saias femininas, náilon e acenos no estilo próprio de Miuccia. FANTÁSTICO

MARNI

“O amor está em toda parte”, com esta mensagem Francesco Risso e a equipe da Marni deixaram em segundo plano a celebração da individualidade que caracteriza a marca, para apostar na ideia de comunidade nestes tempos.

Para a coleção Primavera-Verão 2021, a empresa italiana apresentou ‘Marnifesto’, um curta-metragem experimental que retrata um grupo de jovens -não modelos- no decorrer de suas vidas: no metrô, em casa, fazendo compras em uma loja .Todos de diferentes cidades ao redor do mundo:

Los Angeles, Detroit, Filadélfia, Nova York, Londres, Milão, Paris, Dakar, Xangai e Tóquio. REALIDADE DO CONSUMO.

DIOR

Numa altura em que a maioria dos estilistas olha para o futuro, Maria Grazia Chiuri recupera formas, tecidos e cores tradicionais para reinventá-los e adaptá-los ao nosso tempo, num desfile de moda requintado. Apresentada em um gigantesco cubo preto, localizado no Jardin des Tuileries, e decorada por dentro com vitrais góticos coloridos, a coleção apresenta um “novo visual” composto por quimonos e saias longas, bordados, florais, silhuetas fluidas e calçados sem salto. TOTALMEMTE GRAZIA.

Share

Related posts