My Partner
Lytron
Census
cultureholidays

EUA impõem restrições a 6 veículos chineses por fazer ‘propaganda’

OS AFETADOS INCLUEM A AGÊNCIA DE NOTÍCIAS XINHUA; TELEVISÃO CGTN; A ESTAÇÃO CHINA RADIO INTERNATIONAL; O JORNAL CHINA DAILY E HAI TIAN DEVELOPMENT USA, INFORMOU MIKE POMPEO (FOTO).

O governo dos Estados Unidos anunciou que vai restringir a atividade de seis outros meios de comunicação chineses em território americano, incluindo o portal de notícias financeiras e tecno­lógicas Yicai, por considerar que fazem “propa­ganda” para o Partido Comunista da China.

Além do Yicai, os cinco outros veículos afe­tados são o Jiefang Daily, o Xinmin Evening News e o Economic Daily, bem como a Beijing Review and Social Sciences in China Press, em inglês, especializada em publicações acadêmicas.

O secretário de Estado dos Estados Uni­dos, Mike Pompeo, anunciou as novas medidas durante uma entrevista coletiva e garantiu que Washington “não está colocando nenhuma res­trição sobre o que essa mídia pode publicar”. A partir de agora, os Estados Unidos tratarão esses seis veículos como se fossem missões diplomáti­cas do governo chinês, de modo que os jornalistas estarão sujeitos às mesmas restrições que os diplomatas.

Assim como acontece com as legações diplomáticas de qualquer país, agora, esses meios de comunicação terão que informar ao Departamento de Estado os bens que possuem nos Estados Unidos e entregar uma lista com os nomes de seus funcionários, bem como informar quem estão demitindo e eles contratam. Essas restrições se somam às já impostas em fevereiro e março por Washington a outros nove meios de comunicação.

Share

Related posts