My Partner
cultureholidays
Census
Lytron

Relatório da Casa Branca mostra economia Americana em ascensão

A ECONOMIA TEM ‘RECUPERAÇÃO AUTOSSUSTENTÁVEL, AFIRMOU LARRY KUDLOW, DIRETOR DO CONSELHO NACIONAL ECONÔMICO DOS EUA.

O diretor do Conselho Nacional Econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, afirmou que a economia dos Estados Unidos apresenta uma “re­cuperação autossustentável” da crise gerada pela pandemia de covid-19. “A economia está se recuperando em forma de V”, repetiu o assessor do governo americano, em entrevista à Fox Business.

“A contração econômica da pandemia foi dura, ainda não está completa, ainda há muita dificuldade, mas, por causa dos pacotes de estí­mulos, temos tido uma recuperação fantástica”, enfatizou Kudlow, que vol­tou a comemorar os dados de agosto do mercado de trabalho dos EUA.

Divulgado no final de setembro, o payroll mostrou criação de 1,371 milhão de vagas de emprego, acima do esperado. A taxa de desemprego, por sua vez, caiu de 10,2% em julho para 8,4% em agosto.

Ao ser questionado sobre a visão do presidente do Federal Reserve (FED), Jerome Powell, de que a reto­mada econômica não será tão rápida, Kudlow respondeu que está mais otimista. “Powell tem suas próprias visões. Ele fez um ótimo trabalho levando a taxa de juros a zero, cana­lizando dinheiro para a economia, fornecendo empréstimos a setores chave, mas nós estamos, provavel­mente, um pouco mais otimistas”, disse.

O conselheiro também afirmou que um novo pacote fiscal, se direcio­nado a setores estratégicos, poderia fazer com a recuperação econômica fosse “ainda mais forte”.

Embora a economia dos Estados Unidos tenha apresentado uma “me­lhora acentuada” nos últimos meses, após o período de maior intensidade dos impactos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), Jerome Po­well, presidente do Federal Reserve (Fed), Banco Central norte-ameri­cano, disse que o caminho à frente ainda mostra-se incerto.

Powell disse que o país ainda está longe do patamar em que estava antes da crise e que “o caminho à frente continua sendo altamente incerto”, embora tenha destacado a recuperação nos empregos e gastos familiares. Para o presidente do Fed, a atividade econômica tenderá a voltar ao normal somente quando as pesso­as estiverem mais confiantes.

“É provável que ocorra uma recuperação total apenas quando as pessoas ficarem confiantes de que é seguro voltar a se engajar em uma ampla gama de atividades” com o coronavírus sob controle, pontuou

Share

Related posts