Census
cultureholidays
Lytron
My Partner

Google transforma smartphones Android em sensores de terremotos

RECURSO SERÁ LANÇADO INICIALMENTE NA CALIFÓRNIA E COLETA DADOS DE USUÁRIOS PARA FAZER PREVISÕES DE ABALOS SÍSMICOS. APARELHOS USARÃO INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E SENSORES PARA FAZER DETECÇÃO

Os smartphones Android do Google, de propriedade da Alphabet, começaram a detectar terremotos em todo o mundo para fornecer dados que poderiam dar a bilhões de usuários preciosos avisos de um tremor próximo, com um recurso de alerta sendo lançado inicialmente na Califórnia.

Se a abordagem do Google para de­tecção e alerta de terremotos for eficaz, os avisos chegarão a mais pessoas, incluindo pela primeira vez na Indonésia e em outros países em desenvolvimento com poucos sensores de detecção tradicionais.

Especialistas em sismologia consulta­dos pelo Google disseram que transformar smartphones em minissismógrafos marcou um grande avanço, apesar dos inevitáveis alertas errados de um trabalho em anda­mento e da dependência de algoritmos de uma empresa privada para segurança pública.

Mais de 2,5 bilhões de dispositivos, incluindo alguns tablets, rodam o sistema operacional Android do Google. ”Estamos no caminho certo para enviar alertas de ter­remotos onde quer que haja smartphones”, disse Richard Allen, diretor do laboratório sismológico da Universidade da Califórnia em Berkeley.

O programa do Google surgiu há mais de 4 anos de um teste para verificar se os acelerômetros de telefones podiam detectar acidentes de carro, terremotos e tornados, disse o engenheiro de software principal Marc Stogaitis.

Atualmente, os telefones Android podem diferenciar terremotos de vibra­ções causadas por trovões ou uma queda do dispositivo apenas quando eles estão carregando, parados e possuem permissão do usuário para compartilhar dados com o Google.

Se os smartphones detectarem um terremoto, eles enviam a localização da cidade ao Google, que pode triangular o epicentro e estimar a magnitude com algu­mas centenas de registros, disse Stogaitis.

O Google espera enviar seus primeiros alertas com base nas leituras dos telefones no próximo ano. Também planeja fornecer alertas gratuitamente para empresas que desejam desligar elevadores, linhas de gás e outros sistemas automaticamente antes que o tremor ocorra.

Os alertas serão enviados para terre­motos de magnitude 4,5 ou superior, e ne­nhum download de aplicativo é necessário.

Share

Related posts