cultureholidays
Lytron
My Partner

A Efemeridade da Vida

O trágico acidente de helicóptero que matou Kobe Bryant, sua filha Gianna, de 13 anos, e sete outros passageiros emocionou as pessoas de uma forma tremenda. Tudo aconteceu de uma forma tão inesperada, onde todos fomos pegos de surpresa pela morte que bateu à porta dessas pessoas num domingo de janeiro. Podemos ver como a efemeridade da vida é uma realidade que não podemos prever ou contestar. E vemos que realmente a vida é passageira, e por isso, é imperioso que cada instante seja vivido intensamente.

O tempo passa rápido demais. Rápido demais e cada segundo que o relógio marca representa que estamos caminhando para uma realidade nova. E muitas vezes deixamos passar o tempo, sem nos dedicarmos a quem amamos e deixamos de priorizar o que realmente é precioso. A vida é tão breve, por isso, cada um deve pintar a própria tela, deixando para trás tudo o que nos afugenta, mergulhar nos nossos sonhos e lutar pelos nossos ideais.

O tempo passa rápido demais. Rápido demais para nos preocuparmos com coisas que realmente não são importantes, com reuniões que podemos deixar de ir, com discussões que não levam a nada, que a defesa do nosso ponto de vista quando na verdade estamos todos lutando pelo mesmo ideal e buscando a mesma coisa: a felicidade.

O tempo passa rápido demais. Rápido demais para não dizer eu te amo, para não dizer adeus, para deixar de resgatar amizades que são preciosas, para ir em busca de nossos sonhos, para somente dizer a Deus te amo. Talvez amanhã seja tarde demais. Tarde demais como foi para Kobe Bryant e para as pessoas que estavam com ele naquele helicóptero. Tarde demais para os familiares e amigos que hoje estão como quem anda sem destino, com o coração apertado de saudades. Que hoje não seja tarde demais para cada um de nós.

 

Texto Laine Furtado

Share

Related posts