Lytron
My Partner
cultureholidays

EUA Relatam Queda nas Prisões de Imigrantes na Fronteira do México

Cerca de 64.000 pessoas foram detidas ou devolvidas na fron­teira sudoeste em agosto, queda de 22% em relação a julho e recuo de 56% sobre maio, disseram autorida­des da fronteira dos Estados Unidos, citando maior cooperação do Mé­xico na repressão aos migrantes da América Central.

O número total, ainda o mais alto para o mês de agosto em mais de uma década, foi relatado confor­me um juiz distrital norte-americano impôs um revés a uma nova regra da administração Trump, que tentava bloquear quase todos os pedidos de asilo na fronteira.

Com a política anti-imigração linha dura do presidente Donald Trump se configurando como uma polêmica em sua campanha de reeleição para 2020, Mark Morgan, comissário interino da Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA, anunciou as estatísticas em um brie­fing na Casa Branca.

Morgan disse que “o apoio e a cooperação sem precedentes” do México ajudaram a conter a maré e também deu crédito a países da América Central, que passaram a ver a migração em massa como uma crise regional, não apenas como um problema para os Estados Unidos.

Washington recebeu promes­sas de cooperação do México depois de ameaçar impor tarifas ao seu vizinho do sul e principal parceiro comercial.

O governo dos EUA também tem trabalhado mais de perto com Guatemala, Honduras e El Salvador, três países da América Central co­nhecidos como Triângulo do Norte.

Share

Related posts