Lytron
My Partner
cultureholidays

Abuso Psicológico & O Impacto Na Saúde da Mulher

O abuso psicológico é marcado por um padrão de comportamento no qual um lado tem mais “poder” que o outro. Caracterizado pela desigualdade, intimidação, e a manipulação, ao ponto de debilitar por completo a autoestima da outra pessoa. Tal comportamento pode acontecer num ambiente familiar, nas relações de amizade, no trabalho e no relacionamento afetivo e amoroso, sendo este último o mais comum.

No relacionamento abusivo amoroso uma das partes se distancia de si, até perder a própria identidade, para tentar se encaixar nos jogos de controle, posse e violência do outro. O abuso pode apresentar indícios dos mais comuns como, demonstrações de ciúmes, chantagem emocional e violência física, até o mais complexos e sutis.
Na sutileza do comportamento abusivo que mora o perigo, por ser mais difícil de identificar, na maioria das vezes o abusador pode ser uma pessoa extremamente gentil e educada com todas as outras pessoas, e no entanto apresentar comportamento oposto no relacionamento amoroso, o que pode dificultar e levar anos para que se tome a consciência de estar vivendo um relacionamento abusivo.

Dessa forma a progressiva anulação da pessoa maltratada que chega a duvidar do seu próprio valor como ser humano, tem consequências graves que começam pela distorção da própria realidade, alimentados pela desvalorização e a culpa, que são os protagonistas principais emocionais, capazes de aumentar o estado de miopia emocional diante da situação de abuso.

O abuso psicológico pode ser considerado violência doméstica com a ”intenção” de lesar gravemente a integridade psicológica de uma pessoa. Segundo a Organização Mundial De Saúde (OMS), “as mulheres estão mais expostas ao risco de violência em casa do que na rua, o que tem graves repercussões na saúde. O abuso emocional é tão prejudicial quanto o abuso físico para a saúde, e se iguala a condições de estupro no que diz respeito a saúde da mulher.

Cuidado! Não basta somente sair do relacionamento abusivo. Esse pode ser o primeiro passo em alguns casos, mas é muito importante mudar o padrão que atraiu esse tipo de relacionamento, caso contrário, provavelmente a pessoa que sofre o abuso potencialmente se torna uma isca fácil, para se cercar de abusadores, não só nas outras áreas da vida, como inclusive em um novo relacionamento afetivo e amoroso.
Para mudar o padrão é necessário acessar todas as partes que antes estavam adormecidas, principalmente a parte do apego ao relacionamento abusivo. Para soltar a parte do apego é necessário mais do que vontade, é importante saber o que quer? Todos os tipos de apegos inclusive o material, estão baseados na falta de compreensão sobre o que queremos.

Use a sua intuição interior a seu favor Quando os incômodos se tornam intensos como uma voz interior que “grita” exigindo mudanças, esse pode ser um forte indício de que o afastamento de si mesma para agradar a outra pessoa está passando do limite, e se essa voz não for ouvida com a atenção devida, os avisos podem ocorrer de outras formas, inclusive através das doenças físicas.

Essa indiferença com o próprio corpo transmite a mensagem de rejeição ao subconsciente, e o local onde o corpo estiver mais vulnerável, será onde a doença pode se estabelecer. O mais importante além de se tornar consciente de que está causando disfunções e doenças no próprio corpo, é tirar o foco daquilo que está fazendo mal, esse é um passo fundamental, porque quanto maior for o ressentimento causado por manter o relacionamento abusivo, maiores serão as chances de desenvolver problemas no útero, ovários e mama, por ter o mesmo ou maior efeito comparado a um trauma por estupro.

Share

Related posts