Lytron
My Partner
cultureholidays

A Agenda da Ministra Damares Alves

A Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, realizou visita oficial a Miami nos dias 15 e 16 de julho. Durante sua passagem, a ministra Damares manteve ampla agenda de encontros no Centro Comunitário Brasi­leiro (CCB); com o Prefeito de Pompano Beach, Rex Hardin; no South Florida Bible College; na Câmara do Comércio Brasil-EUA da Flórida (BACFF), concedeu entrevista à Nossa Radio, esteve reunida com a imprensa brasileira em coletiva no Consulado Brasileiro do Brasil em Miami e participou de reuniões com represen­tantes da comunidade brasileira. A visita permitiu que a ministra apresentasse as diretrizes do governo Jair Bolsonaro em relação à família, à mulher e aos direitos humanos. Essas políticas incluem, como salientou, os brasileiros que moram no exterior. O encontro também possibilitou à ministra compreender melhor as necessidades da comunidade brasileira na Flórida. A ministra Damares Alves veio aos Estados Unidos também para participar, no dia 18 de julho, do encontro Anual Internacional sobre Liberdade Religiosa a convite do Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo.

 

Durante sua passagem pela Florida, a ministra falou sobre várias assuntos rela­cionados com seu ministério, como mulher, idosos, crianças e minorias. Fez questão de destacar que “ninguém vai ficar de fora nesse governo, falando sobre os brasileiros que moram no exterior e ressaltou que “é por isso que estamos aqui”. Durante a cole­tiva de imprensa a ministra Damares disse que o povo brasileiro está depositando sua confiança no governo brasileiro e que “não podemos desapontar e não temos a opção de errar”.

E destacou, “o Brasil precisa dar certo e o governo conta com vocês que moram aqui também”, ressaltou. Ela disse que o presidente Bolsonaro quer saber das necessidades dos brasileiros no exterior e que ele está fazendo um governo inclusivo, que alcança também os brasileiros que moram fora do país. A ministra falou do Li­gue 180, um canal direto do brasileiro que mora fora do Brasil com o governo brasi­leiro e que pode ajudar no diagnóstico dos casos de violência. “Recebemos relatos e denúncias de pessoas que moram na Europa, nos Estados Unidos. São assuntos como violência contra a mulher, contra o imigrante, contra crianças”, e este assunto faz parte de seu ministério. Damaris expli­cou ainda sobre a situação imigratória dos Venezuelanos no Brasil e a realidade dos índios, a demarcação de terras indígenas e o tratamento de idosos no Brasil.

A ministra explicou sobre o projeto de criar um centro onde idosos poderão ficar durante o dia enquanto os familiares trabalham. “Na verdade, alguns casos não é agressão, mas é que a família que precisa

 

sair para trabalhar e tem, por exemplo, um ido­so com Alzheimer em casa. “Eles amarram os idosos ou prendem no pé da cama de alguma forma para evitar que eles saiam de casa e se percam. Não está certo, mas a família não tem condições de manter alguém para ficar com esse idoso”, explica. Um ideia apresentada por ela e que já está sendo estudada pelo governo foi de ter um Day Care para Idosos, onde eles podem ficar durante o dia e voltam para a casa no final tarde, quando os familiares já estão de volta do trabalho.

A ministra também falou sobre a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro para embaixador nos Estados Unidos. Eduardo é o 3º filho do presidente Jair Bolsonaro e foi o deputado mais votado da história do Brasil com 1.843.735 votos por SP. Sobre a indicação ao cargo de embaixador, a ministra afirma, “Primeiro, que não existe nepotismo nesta indicação. Segundo, é possível um civil que não seja diplomata ser indicado como embaixa­dor? Sim… a lei brasileira prevê esta situação. Terceiro, e se ele for indicado, o presidente está errando? O presidente está escolhen­do uma das pessoas mais capacidades do Brasil. O Eduardo passou no vestibular da Universidade Federal do Rio de Janeiro, fala 3 idiomas, é super culto, passou na prova da Polícia Militar, é muito inteligente, um parlamentar extremamente bem avaliado e está hoje na Comissão das Relações Exterio­res. A decisão que meu presidente tomar, eu estarei de acordo. Eduardo vem trabalhando esta boa relação com o Presidente Trump há algum tempo. O Deputado Eduardo é um homem competente e patriota e tem o apoio desta Ministra”, afirmou.

Durante sua agenda na Florida, a Minis­tra Damares fez questão de conhecer de per­to a comunidade brasileira e se colocar na posição de trabalhar junto com o Consulado Geral do Brasil em Miami, que arregimentou a agenda da ministra na Florida, apresentou as necessidades dos brasileiros e estará em contato direto com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O côn­sul geral do Brasil em Miami, Embaixador João Mendes Pereira, disse que o Consulado dispõe de setor específico para apoiar ini­ciativas em prol da comunidade brasileira. Voluntários interessados em contribuir com projetos podem entrar em contato por meio do email: comunidades.miami@itamaraty.gov.br. Além disso, o Consulado também apoia as iniciativas realizadas pelo Conselho de Cidadãos da Flórida.

Share

Related posts