Lytron
My Partner
cultureholidays

Trump Pede Ao Eleitorado Que Se Rebele Contra a “Esquerda Radical” nas Eleições de 2020

Donald Trump lançou sua campanha à reeleição em 2020 pedindo o voto contra a “esquerda radical” e resgatando desejos e fantasmas da campanha anterior, incluindo Hillary Clinton, que está fora da equação. Rodeado por milhares de admiradores num pavilhão de Orlando, o republicano gabou-se do bom ritmo da economia, mas os medos mobilizam mais que as satisfações, então atacou duramente a imigração ilegal.Também acusou os democratas de não terem aceito sua vitória em 2016 e de terem provocado todas as investigações que se abatem sobre sua figura.

O republicano é o ganhador que luta para manter o título, mas conse­guiu que a disputa soasse como uma revanche. “A única coisa estes políticos corruptos entenderão é um terremoto nas urnas”, clamou. Na rua, outras placas tectônicas se moviam: membros do grupo de ultradireita Proud Boys (meninos orgulhosos) trocavam desafo­ros com manifestantes anti-Trump.

O discurso foi especialmente hiperbólico. A vitória de 2016 tinha sido “a melhor da história”: o lema eleitoral, “Make America Great Again” (“torne a América grande outra vez”) é novamente o tema campanha. O presidente acusou a oposição de não aceitar a derrota – “Nossos opositores democratas radicais são movidos pelo ódio e a raiva. Querem destruir vocês e querem destruir nosso país tal como o conhecemos” –, tachou a imprensa de “mentirosa” e denunciou: “Estamos há dois anos e meio sob assédio”.

Share

Related posts