Lytron
My Partner
cultureholidays

Presidente da Áustria Destitui Oficialmente Governo de Kurz

O presidente da Áustria, Alexander Van der Bellen, destituiu de forma oficial o gabinete de transição formado por democratas-cristãos e alguns especialistas, o que se traduz na saída do jovem chan­celer federal, Sebastian Kurz, da chefia de governo, cargo que ocupou durante 525 dias. Com a exceção de Kurz, os outros membros do governo destituído seguirão interinamente em suas pastas até que Van der Bellen nomeie um novo chanceler federal interino que possa levar o país às eleições antecipadas, previstas para setembro, com apoio suficiente do parlamento. Até lá e em substituição a Kurz, a chefia de governo ficará com o vice-chanceler e ministro de Finanças, Hartwig Löger, que tomou posse o dia 28 de maio.

A Áustria viveu nos últimos dias a mais dura crise de governo de sua história democrática por causa do caso “Ibizagate”, um escândalo suscitado pela publicação de um vídeo gravado em 2017. Na filmagem, o então líder da oposição – que depois se tornou vice-chanceler – e chefe da legenda ultranacionalista FPÖ Heinz Christian Strache, promete favores políticos a uma suposta herdeira russa em troca de doações ilegais para seu partido.

Por causa dessas imagens, Strache renunciou e, no dia seguinte, Kurz anunciou o fim do governo e a convocação de novas eleições. Löger, como novo chanceler interino, parti­cipou da reunião informal de líderes europeus em Bruxelas. Até sua queda, Strache era um dos líderes populistas de extrema-direita mais influentes da Europa. Strache presidiu o partido FPÖ durante 15 anos e o conduziu de uma legenda praticamente insignificante até sua entrada na coalizão de governo com Kurz em 2017, quando obteve 26% dos votos.

Share

Related posts