Lytron
My Partner
cultureholidays

China Promove Caça Implacável Às Drogas, Com Estrangeiros Como Alvo

Centenas de estrangeiros na China estão tendo que optar pela delação de cinco pessoas ou passar duas semanas na prisão, com uma conseguinte deportação, após serem detidos como parte de uma intensa “caça às bruxas” contra as drogas realizada pelas autoridades do país asiático.

O medo e a desconfiança são dois sentimentos muito presentes nestes dias entre os integrantes da comunidade internacional em cidades como Xangai, pois são cada vez mais os que fazem parte de uma rede de delação que parece não ter fim.

Os testes de drogas são feitos através de um fio de cabelo e detectam se a pessoa usou drogas durante o ano anterior, sem detalhar se foram consumidas dentro ou fora de território chinês. A situação de alarme é tão notável que consulados de países como França e Espanha mandaram notas informativas a seus cidadãos para explicar os procedimentos das detenções e pediram aos mesmos que tomem precauções extremas.

”Há algumas semanas, as autoridades chinesas estão multiplicando os controles de consumo de drogas e substâncias ilícitas, cujo consumo na China é um crime penal”, diz o texto enviado pelo Consulado Geral da Espanha em Xangai.

Na nota, o consulado assegu­ra que, com base no testemunho de pessoas afetadas, a polícia fomenta a delação para chegar a mais supostos consumidores, que são detidos em qualquer lugar. Depois, os mesmos são submetidos a “um duro interrogatório” e passam por exames de urina e cabelo. O consulado diz que os resultados não são entregues ao detido, que não tem direito a um telefonema, nem sequer para um advogado.

Share

Related posts