Paris Fashion Week – Os Desfiles, As Apresentações, Os Designers

Esta edição da Paris Fashion Week não só nos apresentou grandes propostas para o próximo Outono-Inverno, com a aparência mais sofisticada e elegante, mas também teve um aglomerado de emoções após o último desfile da Cha­nel. A jornalista Laine Furtado, editora da revista Linha Aberta, esteve em Paris cobrindo a Semana de Moda, e viu “de perto” tudo que acontece durante a PFW: os desfiles de marcas super conhecidas do público como Chanel, Valentino, Maison Margie­la, Chloé, Dior, Celine, e outras mais conhecidas no mundo da moda como Nobi Talai, Liu Chao, Y/Project, Issey Miyake, Tartras e Sacai. Ainda no contexto da Paris Fashion Week, são realizadas as apresen­tações privadas de moda, com estilistas de renome internacional que apresentam suas coleções em mostras especiais. Entre os designers, nomes como Mulberry, Paul Smith, Redemption, Jitrois, Acheval Pam­pa, Sandra Mansour, Kukhavera e Russmotive. Durante a Semana de Moda de Paris acontecem também os resees da marcas que são apresentações das peças desfiladas, além de vários showroons e after parties que “pipocam” aqui e alí na cidade mais fashion do mundo.

THE FASHION SHOWS

CHANEL

O desfile da Chanel com a última coleção assinada por Karl Lagerfeld como diretor criativo da marca foi uma montanha-russa de emoções. O Grand Palais foi transformado em uma aldeia de esqui da Suíça. O show começou com um momento de silêncio, segui­do por uma projeção de Lagerfeld falando em francês nos alto-falantes em “como andar em uma pintura”. A modelo Cara Delevingne, uma das favoritas do

designer, abriu o show em um conjunto de tweed preto e branco. Todas as assinaturas de design de La­gerfeld estavam presentes: vestidos de “bola de neve” bulbosas, pacotes de fanny com logotipos double-C, macacões, colares de babados e mãos nos bolsos. Virginie Viard, que assumiu a posição de estilista da marca, apresentou um show que, com certeza, agradaria ao designer.

GIVENCHY

Pink Royal, a cor que ameaça ser uma tendência forte em 2019. Cetim, cores e estampas de fantasia inspiraram Clare Waight Keller nesta temporada. Podemos apostar em vestidos leves, macios e delicados. E como a própria Clare afirmou durante o desfile, sua coleção apresenta o Winter of Edem, com muitos plissados, cortes retos, cores pasteis e florais. A coleção foi inspirada nos jarros japonoses, explorando seu senso de exuberância e liberdade.

CHRISTIAN DIOR

A coleção Christian Dior Outono-Inverno 2018-2019, assinada por sua direto­ra criativa Maria Grazia Chiuri, foi inspirada na artista italiana Tomaso Binga, mulher que, na década de 70, assinava sua arte com nome masculino, em protesto ao sistema econômico que privilegia o homem. Para esta temporada, a designer italiana não fugiu à regra, apresentando um desfile inspirado na década de 1970, com vestidos fluídos, jaquetas e casacos com cortes estrutura­dos, com muito uso de xadrez, preto e vermellho na paleta de cores da estilista.

LOUIS VUITTON

Alças exageradas e cintura marcada têm sido uma constante no desfile da coleção de outono-inverno 2019/20 de Louis Vuitton. Uma coleção que se concentra no contraste entre o passado e o presente e exalta o entusiasmo da juventude, o agora e o novo, daí o espaço escolhido para o desfile tem sido o Centro Pompidou, Mu­seu de Arte Contemporânea. Nicolas Ghesquiere chamou sua nova coleção Louis Vuitton de “geolocated”. A idéia para esta coleção foi recriar as várias “tribos” ou subculturas antes do Instagram , apresebtando cores fortes, cortes modernos, quase masculinos, para uma mulher moderna e que sabe o que quer.

JACQUEMUS

Jacquemus optou por um design clean e buscou captar a nossa atenção com cores atraentes em vestes modernas apresentadas num cenário que recriou uma aldeia do sula da França e baseou sua coleção no filme Mon Oncle and les Demoiselles de Rochefort. Ele usou cores fortes onde os vestuários de inverno vêm renovados e complementados com acessórios de neon. O designer Simon Porte Jacquemus acertou em cheio na escolha do pink neon.

LIU CHAO

A coleção de Liu Chao apresentou a cultura da “neutralidade” com peças que trazem de volta o estilo dos anos 80 e o glamour do haute couture, com uma pegada moderna e ouside the box. Chao propõe uma coleção “ready to wear” com 35 criações que mostram o “esprit couture” revisitado. A mulher a quem ele fala é uma mulher independente e quer um guarda-roupa que permi­te que ela vá para o trabalho, bem como para sair à noite. Para a direção de arte desta coleção, Liu Chao trabalhou com a Bamboo Art. A marca é originária de uma casa tradicional com mais de uma história de 400 anos chamada The Ten Bamboo Hall, based in China.

NOBI TALAI

A coleção outono-inverno 2019-20 de Nobi Talai apresenta uma alfaiataria moderna, easy to wear, com cores neutras, cortes re­tos, estilo eco friendly. É a busca flexível e confortável da alfaia­taria urbana, com detalhes de assinatura de Nobi Talai como as luvas da fenda, aventais plissados destacáveis, plastrons, laços da faixa, looks oversized e descontruíods, mostrando um elo super interessante entre os estilos do Oriente e do Ocidente.

THE PRESENTATIONS

RUSSMOTIVE

Yulia Zhuravleva é a designer da marca russa

Russmotive, apresentando um mundo da criativida­de, excelência e tradição, com peças que mostram a história da cultura russa. As roupas são exclusi­vas, com bordados à mão que retratam os período imperial, bizantino, dos czares,, além de coleções que destacam os contos de fadas da Rússia. Um dos destaques da apresentação durante a PFW foi a coleção Russiam Soul , com borbados exclusivos da tradição russa.

KUKHAVERA

Ekaterina Kukhareva é uma designer ucraniana radiacada em Londres. Cada coleção é inspirada e baseada em torno de um conjunto específico de padrões clássicos que são a assinatura de Ekaterina Kukhareva e formam o DNA da marca. As coleções são apresentadas semestralmente durante as sema­nas de moda em Nova York, Londres e Paris.

SANDRA MANSOUR

Sandra Mansour, de origem libanesa, nasceu e cresceu na Suíça. A designer tem uma intermistura tão interessante de culturas, apresentando criações exclusivas que vão desde roupas para o dia a dia até vestidos de festa. Seu toque surreal impreg­na o eveningwear com glamour, apresentando peças estruturas ao lado de designs que mostram o frescor e a leveza de peças etérias. Sua coleção La Femme (na foto ao lado) foi um dos destaques da mostra na Semana de Moda de Paris.

ÀCHEVAL PAMPA

A coleção de Sofia Àcheval de Montaigu para Àcheval Pampa apresentada durante a Paris Fashion Week reinventa a bombacha gaucha, o blazer com corte reto e gola marcada, além de vestidos e blusas que ressaltam a femilidade da mulher. Uma coleção fácil de usar, evo­cando o verdadeiro estilo de vida equestre argentino. As sócias Sofia Acheval de Montaigu e Sofia Sperber são argentinas e mostram seu estilo e interpretação do traje argentino tradicional. O estilo cavalarisco e as cores do Pampa estão em toda parte; desde os tecidos escolhidos até os cortes, bem marcados, que acentuam a beleza fe­minina com um toque natural e autêntico. Elas vendem suas roupas na Galleria Lafayette, The Webster, Monda Operandi, entre outros.

JITROIS

O designer francês Jean-Claude Jitrois apresenta um figurino onde o couro tem uma textura super soft, com desenhos inovadores e uma técnica única para criar stretch no couro de forma super incrível. A flexibilidade do couro no estilo “body-con “emparelhado com o to­que chic de Jitrois cria uma marca distinta de vestuário de couro de alta moda. Jean-Claude Jitrois é mais conhecido por luxo, apresentando a moda ready to wear em roupas de couro, sendo um dos pioneiros em usar o couro para peças mais sofisticadas.

Durante a Semana de Moda de Paris, várias presentations acontecem mostrando marcas de várias partes do mundo, com foco em designers que são conceituados no mundo da moda e que tem um trabalho em conformidade com os padrões da Casa de Moda de Paris. Para participar, os estilistas pre­cisam ter uma coleção única, com peças feitas à mão, que primam pela qualidade do tecido e com uma pegada exclusiva. Sem dúvida, um lugar onde a moda mundial é vista e apreciada.

Share

Related posts