Lytron
My Partner

Facebook Quer Ampliar Checagens de Fatos Antes de Eleição na Europa

O Facebook planeja ampliar os esforços para combater a desinforma­ção antes da eleição para o Parlamento Europeu em maio e fará uma parceria com a agência de notícias alemã DPA para aumentar a checagem de infor­mações, disse um executivo sênior. O Facebook tem estado sob pressão ao redor do mundo desde as eleições pre­sidenciais dos Estados Unidos em 2016 para impedir o uso de contas falsas e outros tipos de fraude para influenciar a opinião pública.

No mês passado, a União Euro­peia acusou o Google, o Facebook e o Twitter de não cumprirem suas promes­sas de combater a disseminação de notí­cias falsas antes das eleições europeias, depois de já terem assinado um código de conduta voluntário para evitar uma regulamentação.

O Facebook informou que estava montando um centro de operações que vai funcionar 24 horas por dia com engenheiros, cientistas de dados, pes­quisadores e especialistas táticos, além de funcionar coordenadamente com organizações externas.

“Eles tentarão identificar as ameaças de forma proativa, para que possam agir sobre elas o mais rápido possível”, disse Tessa Lyons, chefe de integridade do feed de notícias no Face­book, a jornalistas em Berlim.

O Facebook também anunciou que está se unindo à maior agência de notícias da Alemanha, a DPA, para verificar a precisão das postagens, além do Correctiv, um coletivo sem fins lucrativos de jornalistas investigativos que vem identificando notícias falsas e notificando a empresa de mídias sociais desde janeiro de 2017. O planejamento inclui o treinamento de mais de 100 mil estudantes alemães em alfabetização midiática e procura impedir que a publicidade paga seja usada indevidamente para fins políticos.

Share

Related posts