Emagreça Equilibrando o Seu Metabolismo

Dietas para emagrecer estão na moda, mas você já se perguntou por que a maioria das dietas falham? Quais as consequências de fazer uma dieta no modo automático sem entender o que está fazendo ao seu corpo? Não seria melhor perder peso compreen­dendo como seu corpo funciona e quais as necessidades dele? O problema no caso da perda de peso é que tentar resolver isso com dietas radicais, que prometem resultados mágicos e muitas vezes imediatistas, pode ser pior, já que regimes podem resultar em um estresse maior ainda. O emagrecimento pode vir, mas com ele uma situação de desequilíbrio para o corpo. E é por isso que a maioria das dietas falham.

Especialistas do ramo da saúde apontam que 98% das dietas simplesmente não funcionam ou a pessoa não consegue levar em frente. Os mesmos especialistas também acreditam que o corpo, ao perceber que está entrando em uma dieta, acredita que está em estado de inanição, não conseguindo diferenciar entre a dieta e a fome. Uma mistura que cria o que chamamos de colapso hormonal, como se o corpo sucumbisse à pressão hormonal e, enfim, fizesse a dieta fracassar.

Para fazer parte dos 2% de indivíduos que fazem dieta e permanecem magros, é necessário que os hormônios estejam equilibrados. Para isso é importante entender como tratar o estresse causado ao corpo, que pode ser um obstáculo para se manter no peso desejado.

Estresse desestabiliza o corpo. Primeiro, o organismo entra em estado de conservação, o metabolismo fica mais lento, e até mesmo a dieta normal pode fazer você ganhar peso. Segundo, a busca pelo consolo em um dos itens familiares: a comida preferida, não só aquele café com leite que faz lembrar a infância, mas também os refrigerantes, a batata frita, os doces, por fornecerem prazer imediato, como se oferecesse consolo adicional pelo sofrimento do corpo em passar por um estresse. Qualquer tipo de estresse, seja mental, físico ou emocional, pode quebrar o equilíbrio metabólico, causando não só o ganho de peso, como o desenvolvimento de alguma doença mais grave.

Os hormônios determinam todos os processos no corpo, desde apetite, energia, humor até a vontade ou não de fazer as coisas. As pessoas podem ter problemas hormo­nais, fazerem o exame de sangue e não veem isso apontado em nenhum resultado, porque os estudos aprofundados sobre distúrbios hormonais ainda é algo recente dentro da medicina. A forma correta de tratar o problerma, caso sejam detectadas alterações, tanto no caso de deficiências, quanto na superprodução de hormônios, por ser um conhecimento limitado para a maioria dos profissionais na área da saúde.

No entanto mesmo assim é muito comum buscar resolver o problema com reposição hormonal nas fases mais tardias da mulher, ou na prescrição de remédios para emagrecer. Ambos tem efeitos colaterais nocivos a saúde, que podem levar a pessoa a desenvolver doenças como o câncer, aumento da pressão arterial, diabetes, insuficiência renal, cirrose e infarto, entre outros.

Por esses motivos, é importante dar a atenção devida, conhecer e entender as consequências que os distúrbios hormonais causados pelo estresse podem ter no corpo. Algo que pode começar com um simples retardo de me­tabolismo, o que faz você comer mais e nem perceber que é por conta dos seus hormônios. O que, no final de tudo pode levar a um estresse crônico. E esse é o maior problema, já que pode afetar diretamente seu sistema digestivo, cardio­vascular, imunológico e até o sistema nervoso.

Mas entenda que perder peso nem sempre é só uma questão de força de vontade, do quanto você come ou se exercita. Você pode alcançar o equilíbrio metabólico hormonal, mas cabe a você tomar a decisão de assumir essa responsabilidade em mudar os hábitos, principalmente os hábitos alimentares, que são os mais difíceis.

A chave para o emagrecimento saudável começa pela digestão, pois cada parte de alimento que você não digere afeta seu metabolismo. O segredo para equilibrar o meta­bolismo consiste em ter uma boa digestão. Por este motivo é fundamental começar a criar novos hábitos alimentares, como diminuir a velocidade na ingestão do alimento, ou seja, comer lentamente, consumir alimentos que são digeri­dos mais devagar, e ter uma alimentação balanceada rica em frutas e verduras. O que proporciona a melhor assimilação de minerais e vitaminas no corpo. Facilitar o processo diges­tivo é um passo importante para torná-lo equilibrado. Mais que perder peso você pode ter o corpo saudável que sempre almejou. Evite pensar no te falta; agradeça o que você tem e mentalize o que deseja ter.

Share

Related posts