Lytron
My Partner

Conselho Autoriza FIFA a Seguir Plano com 48 Países na Copa de 2022

PRESIDENTE DA FIFA, GIANNI INFANTINO, FEZ ANÚNCIO EM COLETIVA — FOTO: REPRODUÇÃO

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, anunciou que o conselho da entidade decidiu seguir com a ideia de ampliar a quantidade de países na próxima Copa do Mundo, em 2022, no Catar. A princípio, o aumento de 32 para 48 seleções participantes só havia sido aprovado para 2026, quando o torneio vai ser disputado nos Estados Unidos, Canadá e México, mas é desejo do cartola antecipar a ideia para a próxima edição do torneio.

O resultado foi aprovado entre 36 membros da entidade, durante uma série de reuniões em Miami. Mas, para sair do papel, o projeto ainda depende de um próximo encontro que acontece em junho, em Paris – o Congresso da Fifa, evento que reúne os 211 países filiados para votar.

“Enviamos um relatório de viabilidade para o nosso Conselho e concluímos que é possível fazer com 48 seleções, desde que atendidas algumas condições. Se for possível, ótimo. Se não for, ótimo também. Aumentar a Copa de 2022 para 48 seleções não é uma decisão simples. Vamos decidir isso em junho, junto com o Catar”, disse o presidente Gianni Infantino.

Um estudo encomendado pela própria Fifa concluiu que é possível atender o desejo de seu presidente, desde que o Catar aceite dividir a Copa do Mundo com alguns países vizinhos: Kuwait, Omã, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Arábia Saudita. O grande obstáculo, neste caso, não está no mundo do futebol.

Todos os países que compõem a Fifa topam aumentar o número de participantes da Copa do Mundo – ou não teriam autorizado 48 participantes para o Mundial de 2026. O problema é que Emirados Árabes, Bahrein e Arábia Saudita (entre outros países) impuseram um bloqueio econômico ao Catar em 2017 e não parecem dispostos a ceder. Pelo mesmo motivo, o Catar também não topa dividir a Copa do Mundo (que é sua por contrato) com esses países.

“Se formos ampliar, outros países terão que receber jogos. No próximo passo, vamos analisar quais países podem receber mais jogos na Copa de Mundo de 2022. E vamos tomar uma decisão no nosso Congresso, em junho, quando os 211 filiados vão votar”, completou Infantino. A expectativa é grande sobre esta possibilidade.

Share

Related posts