Lytron
My Partner
cultureholidays

60% Das Espécies de Café do Mundo Correm Risco de Extinção

De acordo com dois estudos de­senvolvidos por Davis e sua equipe, pu­blicados nos jornais científicos Science Advances e Global Change Biology, 60% das espécies de café conhecidas no mundo correm risco de extinção. Inclusive o arábica (Coffea Arabica), o café mais consumido no planeta.

“No caso do arábica, as mudan­ças climáticas têm um impacto ainda maior em sua sobrevivência do que o desmatamento”, comenta Davis. “O arábica é classificado como ameaçado de extinção na natureza principalmente devido à mudança climática. E vale ressaltar que é a única espécie que tem projeções de mudanças climáticas incluídas em sua avaliação de risco de extinção.”

Foi a primeira vez que os pesquisadores analisaram, segundo a metodologia da União Internacio­nal para a Conservação da Natureza (IUCN), o risco de extinção de todas as 124 espécies de café conhecidas. E, de acordo com tais critérios, estão na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas o preocupante número de 75 espécies – ou 60% do total – de café do mundo. De acordo com as pesquisas, o cenário para a produção global de café a longo prazo é “preocupante”.

Segundo os cientistas, as maiores ameaças às espécies de café são o desmatamento, as mudanças climáticas e a propagação de doenças e fungos patogênicos. As conclusões são base­adas em mais de 20 anos de análises, em que cientistas de Kew se dedicaram a descobrir, avaliar e documentar as espécies de café em todo o planeta. Os dados foram divulgados em janeiro.

Share

Related posts