Como Sobreviver às Festas de Fim de Ano

CONFRATERNIZANDO SEM EXAGEROS E SEM CULPA

It’s the most wonderful time of the year. Esta é de fato, a época mais maravilhosa do ano. Não temos neve, tampouco frio, mas mesmo assim o clima de Natal está no ar. Músicas, filmes, decorações, temperos e aromas criam o aspecto natalino, nos preparando para receber o feriado mais caloroso do ano. É tempo de abraços, troca de presentes e cartões. É tempo de demonstrar reconhecimento e gratidão. É tempo de cele­brar o ano que termina e receber o que inicia. Enquanto muitos se preparam para as festas de fim de ano, com lista de compras, presentes e decorações, outros sofrem de ansiedade só de pensar nos exageros que estão por vir. A gula tende a aparecer nas festas de fim de ano, com as quantidades exageradas de pratos clássicos cuidadosamente preparados pelos anfitriões para as ceias, além de outras tentações como chocola­tes, panetones, tortas e biscoitos que marcam presença não apenas nos eventos, mas por todas as partes – dos escritórios às revelações de amigo secreto. Mas como sobreviver a tantas tentações? Não é boicotando o fim de ano e não comparecendo às festas. O segredo é confraternizar sem exagerar.

O truque consiste em participar das comemorações, lembrando do princi­pal motivo, que é socializar. Realmente o cardápio das festas é uma afronta à alimentação saudável, mas os hábitos saudáveis podem ser mantidos mesmo durante as festas de fim de ano. Tenha em mente a razão da confraternização: inde­pendentemente da sua religião ou crença, os motivos devem estar relacionados à gratidão, celebração da vida, ou do ano que termina e o novo que inicia. Você não vai a essas festas para comer, e sim para rever seus queridos e comemorar. Degustar os quitutes servidos é uma das atividades, mas não a principal. Portanto, foque em se divertir, interagir com os demais convida­dos e participar de brincadeiras; não foque apenas no ato de comer.

Lembre-se de se manter hidratado: considerando que nessas festas o consumo alcoólico é em geral alto, é importante beber bastante água ao longo do dia e durante a festa. Procure beber dois copos de água para cada copo de bebida alcoólica. Assim você ajuda o seu corpo a filtrar o álcool e acaba bebendo menos.

Busque nutrição: todo buffet ou serviço à la carte que se preze começa com salada. Não pule a salada para comer mais do prato principal. Monte um prato bem diversificado e colorido. Essa base repleta de fibra e nutrientes é essencial para a boa digestão do que está por vir.

Seja seletivo quando fizer seu prato: as opções são muitas e você não precisa provar todas. Use do seu bom senso e das suas preferências para se servir apenas do que realmente vale a pena. Se provar de tudo, vai acabar comendo coisas que nem vai gostar tanto e vai se encher sem aproveitar.

Deguste a sua sobremesa: isso mesmo, não deixe de comer sobremesa. Geralmen­te quem gosta de sobremesa e opta por não a comer nesses eventos sociais, acaba comendo mais das outras coisas, ou indo para casa tão arrependido que se entrega a qualquer doce que aparecer pela frente. Então vale mais escolher o que mais lhe apetece na festa e degustar (em oposição a devorar) com consciência e prazer.

Repita com cautela: isso vale para os aperitivos, prato principal, sobremesa e até as bebidas alcoólicas. Quando repetimos, é porque ainda estamos com fome ou porque gostamos tanto que precisamos de um pouco mais. Então pondere suas razões e se já não estiver mais com fome, deixe para comer esse mesmo prato em outra oportunidade. A vida continua!

Lembre-se também que é hora de descansar para se recuperar do ano que termina e começar o novo ano se sentindo renovado. Não deixe que os momentos de confraternização lhe causem estresse. Relaxe e aproveite das comemorações, em paz consigo mesmo.

E os chocolates, doces e agradinhos que você ganhar? Compartilhe-os! Sim, esse é o espírito Natalino! Você não precisa comer tudo, muito menos sozinho e de uma vez só. Doe os chocolates e leve o panetone a uma confraternização. Esses doces, apesar de deliciosos, têm em geral pouca nutrição e muito açúcar, portanto são feitos para serem comidos em peque­nas doses e esporadicamente.

A razão pelas qual muitas pessoas engordam durante as festas de fim de ano é porque saem drasticamente da sua rotina. Comer de forma saudável durante o ano todo e abandonar os bons hábitos alimentares por completo, para introduzir alimentos doces, gordurosos e pobres em nutrientes, somado ao clima de férias onde se pratica menos atividade física e se passa mais tempo descansando, é uma combina­ção certeira para o ganho de peso, além de um convite à dificuldade de digestão, o que acaba refletindo na pele e disposição.

Para que o ano termine bem e 2019 comece ainda melhor, seja consciente du­rante as festas de fim de ano. Respeite seu corpo. Se for dirigir não beba e se exagerar na bebida ou na comida, não se culpe, mas dê um descanso para a sua digestão nas próximas refeições, optando por alimentos leves e naturais, beba chás digestivos e água, e faça uma atividade física leve como caminhada ou passeio de bicicleta, para ajudar o seu corpo a se sentir melhor. Ouça seu corpo e permita que ele se recupere de eventuais excessos.

Afinal, não há nada melhor do que se sentir bem e é assim que você merece se sentir – satisfeito, saudável e sem culpa!

Desejando-lhe abundância de saúde, bem­-estar e motivos para comemorar.

Sabrina Powell é pós-graduada em Saúde e Bem-estar, Bacharel em Turismo e Lazer. É proprietária da Movimento Wellness – a movement for well-being Coach de Saúde e Bem-estar e Instrutora de Pilates. Informações sobre o tema pelo E-mail coach@movi­mentowellness.com ou o site www.movimentowellness.com.

Share

Related posts