Ed René Kivitz e Caio Fábio Manifestam apoio à Candidatura de Marina Silva

A candidata à presidência da República Ma­rina Silva (Rede) recebeu apoio de um grupo de pastores que se distanciam das bandeiras defendidas pelo grupo de parlamentares da bancada evangélica. Marina se reuniu com um grupo de pastores das igrejas Presbiteriana, Batista e Metodista, e fez um discurso em defesa do Estado laico.

Os líderes religiosos presentes já a apoiaram em pleitos passados, quando a ex-senadora alcançou o terceiro lugar na disputa. “Tenho a felicidade de ter o voto de evangélico, voto de católico, voto de espírita, voto de quem crê e voto de quem não crê. Porque eu me dirijo aos cidadãos brasileiros e respeitando a fé de cada um e, sobretudo, não negando também minha identidade”, afirmou Marina Silva, no encontro realizado no templo da Primeira Igreja Presbiteriana de São Paulo.

De acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo, os pontos do discurso de Marina Silva que mais foram aplaudidos pelos pastores foram a defesa do Estatuto do Desarmamento, o fim do foro privile­giado, mandato presidencial de cinco anos sem reeleição e a mudança para o voto distrital misto nas eleições parlamentares.

Seu principal articulista entre o grupo de pastores, Ed René Kivitz, pastor da Igreja Batista de Água Branca (IBAB), declarou que Marina Silva é a melhor alternativa contra Bolsonaro (PSL) e o extremismo dos partidos de esquerda: “Ela é uma trégua para um país dividido”, disse Kivitz, que tem sido um dos conselheiros da ex-senadora.

Caio Fábio, da igreja Caminho da Graça, também declarou apoio a Marina Silva, embora não tenha estado presente no encontro. “Os que apoiam o Bolsonaro apoiam por razões simplistas, são pessoas profundamente homofóbicas. O pessoal que entende, pensa e escolhe sem fanatis­mo não é minion da Marina, são pessoas modestas e tranquilas, uma multidão enorme que vai crescer avassaladora­mente nos próximos dois meses”, previu o reverendo.

Share

Related posts