Eilat em Israel e Petra na Jordânia

Para quem visita Israel, dois lugares que vale a pena conhecer é Eilat, considerada a Veneza do Oriente Médio e Petra, na Jordânia, tombada pela UNESCO como uma das sete maravilhas do mundo. As duas cidades ficam na fronteira entre Israel e Jordânia, com certeza um plus para o turista que deseja aproveitar ao máximo o passeio. Nesta viagem a Israel organizada pela Bella Travel, tivemos a oportunidade de conhecer, entre outros, estes dois pontos turísticos.

Eilat é um balneário localizado no extremo sul de Israel, litoral banhado pelo Mar Vermelho. O local é muito bom para mergulhar, por isso a Eilat’s Coral Beach é considerada uma das principais praias de Israel. Entre as opções de lazer em Eilat, vale a pena curtir um passeio de Jeep Safari no deserto, visitar o Parque Nacional de Timna, fazer snorkel ou mergulho no Aqua Beach, visitar ao Parque Marinho do Observatório Subaquático, nadar com os golfinhos no Recife dos Golfinhos, fazer uma caminhada no Red Canyon e andar de barco no Mar Vermelho.

Eilat é considerada nada menos do que um dos melhores pontos de mergulho no mundo, onde encontra-se a Reserva de Corais, uma praia protegida com mais de 100 tipos de corais e centenas de espécies de peixes. Para quem não mergulha, não tem problema, basta visitar o Parque Marinho do Observatório Submarino, com janelas com mais de 4 metros abaixo da superfície da água, de onde se pode ver uma amostra da rica vida marinha do Mar Vermelho (que é azul) além de outras atrações.

O passeio de Jeep Safari é fundamental e não pode ficar fora do seu roteiro turístico. Uma das opções é o que passa pelo deserto do Arava, com visita ao Timna Park. O Parque Timna é uma experiência única, localizada a apenas 20 minutos de Eilat, no coração do deserto israelense e integrado em uma deslumbrante paisagem natural. Caminhe pelo parque e observe as formações rochosas únicas, com formas raras e nomes interessantes – como “Cogumelo”, “Cogumelo e Meio”, “Canhão Rosa”, “Arcos”, “Pilares de Salomão” e “Vale das Pinturas Rupestres”, que retratam a vida em uma era antiga; uma experiência verdadeiramente espetacular.

No roteiro, podemos visitar Petra, uma cidade construída na pedra, e a principal atração turística da Jordania. E não é para menos, o local é incrível e único. Eleita uma das 7 Maravilhas do Mundo, a cidade possui impressionantes construções na pedra. Você entra na cidade passando pelo Sik, uma fenda entre duas rochas que se romperam dando acesso ao Al Khazneh, a “Câmara do Tesouro”, que ficou famosa por causa do filme “Indiana Jones e a Última Cruzada”. Com templos milenares e monumentos importantes na história, Petra é o principal destino turístico quando pensamos na Jordânia.

A cidade já foi um ponto estratégico de rotas para caravanas graças aos nabateus, uma tribo nômade árabe que permaneceu na região entre os séculos 6 a. C. e 106 d. C., e foi esse povo que construiu cisternas, represas, canais, edifícios e as construções com influencias romanas, gregas e nabateias. A cidade passou um grande período esquecida e só no ano de 1812 foi redescoberta por um explorador suíço e hoje é Patrimônio da Humanidade.

Se você procura por um pouco mais de aventura no seu passeio por Petra, vai adorar conhecer o Altar dos Sacrifícios, já que para chegar até ele você vai precisar escalar quase 40 minutos na montanha.

Outro ponto turístico é o Monastério construído no século 3 a. C. As altas colunas e a fachada do lugar são parecidas com a do Tesouro. Se você não gosta de subir escadas esse não vai ser seu lugar favorito de Petra, já que para chegar até o Monastério você precisa subir 800 degraus. Apesar de ser cansativo, quando você chegar até o local vai se deparar com uma vista espetacular.

Numa viagem a Israel, vale a pena visitar Eilat com sua beleza natural e dar uma esticada para conhecer Petra, na Jordania.

Share

Related posts