Pare a Sabotagem e Assuma o Controle

Atualmente, nesta geração, milhares de pessoas ao redor do mundo possuem o mesmo comportamento quando o assunto é sucesso: “esperam que alguém apareça e venha ajudar.” Este comportamento pode ter sido originado por inúmeros motivos assimilados durante a infância, mas por se tratar de algo epidêmico e estar presente em todas as etnias, fica claro que um dos principais motivos é a geração anterior.

Quando analisamos a geração dos progenitores dessa geração atual, verificamos que essa geração foi privada pelos seus pais, iniciaram sua vida profissional muito cedo por necessidades familiares, foi exigida ao máximo em sua própria idade, passaram por dificuldades em suas vidas, tiveram que exercer a resiliência para sobreviver e em algum momento de sua dor, tomaram uma decisão que parecia inteligente e que protegeria seus filhos dessas dores, (mas que tem se mostrado ineficiente) eles tiveram a brilhante ideia de “meus filhos não vão passar pelo que eu passei”.

Por causa dessa decisão, e independentemente de sua situação financeira, esses pais atuais facilitaram ao extremo para seus filhos, onde eles não tinham nenhuma ou quase nenhuma obrigação nas tarefas de casa (ajudar na limpeza e manutenção do lar), facilidade em obter roupas de marca cara, possuir todos os brinquedos que eles pediam sorrindo ou faziam o drama do choro, entregaram aos filhos a decisão do que comer e quando comer, e ainda por cima, não os encaminharam no processo de respeitar pessoas idosas ou familiares quando as crianças falavam algum palavrão ou xingavam. E se tinham alguma dificuldade em fazer homeworks esses pais enviavam cartas justificando a ausência do compromisso por parte do filho porque a criança estava cansada demais para faze-lo. Dessa forma eles acabaram criando uma geração de pessoas que só pensam numa coisa: ALGUÉM PARA ME AJUDAR! Está estabelecido o processo de autosabotagem.

Como eles cresceram e agora estão na vida profissional, onde a vida é vivida sem ensaios, e eles dependem somente deles, e não aparece ninguém para fazer por eles, a maioria das pessoas só encontra um caminho: Culpar alguém pelo seu fracasso! Ou é o chefe, ou é o sistema, ou é a empresa, ou é a função, ou é o salário, ou é o país, ou é a economia. Ou é a ….. e assim vão se AUTOSABOTANDO a cada dia e vivendo uma dor na alma, sem saber sair dessa roda viva de frustrações.

Para dar a virada neste jogo emocional, e sair desse processo de autosabotagem, a pessoa precisa se autoresponsabilizar e parar de culpar alguém ou as pessoas.

Em primeiro lugar, a pessoa precisa entender que se seus pais falharam com você (por qualquer motivo que tenha sido) é preciso VENCER isso e avançar em direção ao sucesso. SEU SUCESSO DEPENDE DE VOCÊ! Perdoe seus pais de forma incondicional e aceite o fato de que você agora é autor de sua própria vida e o arquiteto de seu futuro.

Em segundo lugar é preciso parar de criticar a si próprio pelos seus erros e desjeitos passados. Todo mundo erra! Então aceite o fato que você também é humano, que você já errou várias vezes e que você irá errar também no futuro. Perdoe a si próprio, totalmente e declare seu amor sobre você, e avance para o seu sucesso, pois toda pessoa de sucesso também já errou muito.

Em terceiro lugar, pare de reclamar e murmurar contra as coisas atuais em sua vida profissional e se especialize em algo. Não importa qual seja a sua carreira ou função. Escolha aquilo que te realize, aquilo que te complete, aquilo que você goste de fazer e se torne um profissional nisso. Estude, vire a noite buscando informações, leia livros, faça cursos, assista videos tutoriais, domine sua área de expertize. Tome a decisão de que num raio de 10k m quadrados, você será o REI na sua área de atuação e todos irão reconhecer quão bom você é.

Quando assumimos a responsabilidade de nossas ações, algo mágico acontece dentro de nosso cérebro, nossos resultados passam de medíocres para FENOMENAIS. Por quê? Porque fomos criados para sermos sucesso. A engenharia de nossos neurônios e nossa capacidade de desempenho é algo que nenhum computador por mais possante que seja é capaz de se assemelhar. Nosso cérebro produz mais de 100 bilhões de conexões de neurônios, e ainda assim podemos continuar criando novos caminhos neurais a cada dia sem saturar a capacidade dessa maquina maravilhosa. Então, que tal você assumir o controle de sua vida? Com certeza, você vai tomar posse de um futuro melhor e promissor.

Share

Related posts