Feijoada

O Brasil Poderia se Transformar numa Venezuela?

O CONGRESSO NACIONAL É O ÓRGÃO CONSTITUCIONAL QUE EXERCE, NO ÂMBITO FEDERAL, AS FUNÇÕES DO PODER LEGISLATIVO, QUE SÃO ELABORAR E APROVAR LEIS. E FISCALIZAR O ESTADO BRASILEIRO, BEM COMO ADMINISTRAR E JULGAR. O CONGRESSO É BICAMERAL, LOGO COMPOSTO POR DUAS CASAS: O SENADO FEDERAL (INTEGRADO POR 81 SENADORES, QUE REPRESENTAM AS 27 UNIDADES FEDERATIVAS (26 ESTADOS E O DISTRITO FEDERAL) E A CÂMARA DOS DEPUTADOS (INTEGRADA POR 513 DEPUTADOS FEDERAIS, QUE REPRESENTAM O POVO).

A Venezuela é um país da América Latina com 30.000.000 habitantes, 10,1% de cristãos protestantes e de maioria católica. Polo petroleiro da região, o país que viveu não muito tempo atrás uma época áurea de prosperidade, turismo, estabilidade e respeito mundial. Porém, sobre a influência do comunismo Castrista, se deteriorou como nação, como produtor de petróleo, em suas relações diplomáticas, em seus acordos políticos e econômicos, manchada por escandalos de narcotráfico, por crimes contra os direitos humanos, causando assim rompimento de importantes relações com entidades como OEA, MERCOSUL e sanções econômicas internacionais de parte de Europa e EUA. Fazendo com que o povo venezuelano sofra com a injustiça, o desabastecimento de alimentos da cesta básica, fome extrema (ao ponto de levar pessoas a comer lixo), um problema sério na área da saúde, configurado pela escassez de produtos de higiene, remédios e estrutura para tratar os doentes, e violência como fruto de controle ditatorial do mesmo governo que reprime quem tem direitos e impede ações de protesto e discussão daqueles que pensam diferente, buscando um ideal democrático comum. Desde 1 de abril de 2017 o país sofre uma forte censura de mecanismos de comunicação e informação, com presos políticos e morte como fruto do conflito político.

Toda essa deterioração do país, do estado de direito, dos poderes públicos e da democracia no país causou como resultado uma extrema crise politico-social, refletida em uma hiperinflação de mais de 800% ao ano, aumentando o preço dos insumos básicos quando esses são encontrados, em um êxodo de mais de 4.000.000 de Venezuelanos refugiados em outros países, inclusive Brasil e EUA, o que expõe o problema venezuelano ao mundo.

O Brasil, desde sua fronteira Brasil-Venezuela pelo estado de Roraima, está sendo seriamente afetado pela crise de Venezuela, que obrigou mais de 50.000 Venezuelanos a entrarem no país em busca de refúgio e socorro com suas famílias, muitos para a cidade de Boa Vista, única capital brasileira acima da linha do Equador, que possui 300.000 habitantes.

O BRASIL PODERIA REALMENTE SE TRANSFORMAR EM UMA VENEZUELA?

Honestamente em termos políticos a nação brasileira caminhava na mesma direção de Venezuela. O governo brasileiro aliado aos governos socialistas da região, foi influenciado pela mesma dinâmica comunista e empreendeu esforços para “fazer do Brasil uma Venezuela...”. porém, graças a Deus, o Brasil é uma nação que, ainda que vítima de muitas tendências corruptas atuais, resiste a qualquer ditadura que se tente implantar, pois seus ideais são democráticos, independentes das opiniões de muitos e apesar dos brasileiros temerem que isso aconteça, particularmente não creio ser possível o Brasil viver uma realidade Venezuelana. Por quê?

Há diferenças em muitos aspectos entre os dois países, apesar de termos um governo no Brasil com características socialistas, mas os partidos políticos atuais existentes no Brasil são democráticos. Mesmo que suas ideias e ações sejam similares, o sistema político brasileiro é democrático, mesmo que em alguns momentos se expresse comunista em sua aplicação, podemos dizer que predomina a ideia democrática, por existir influência daqueles que tem a liberdade e o poder de expressão de suas ideias baseadas no conceito de justiça e prática da carta magna do país, a Constituição Brasileira.

E improvável que o Brasil chegue no nível de Venezuela, de tanta degradação social e pobreza completa, porque o sistema de governo democrático que possui a nação e seus plenos poderes funcionam, ainda que com seus defeitos e imperfeições, diferentemente de Venezuela, que possui um sistema ditatorial central e dominante, que controla todos os poderes píblicos da nação. Podemos dizer que ainda que a possibilidade do “Brasil se transformar em uma Venezuela” não esteja descartada até então, ela é bastante remota, até porque os militares estão atentos e preparados e a população se manifesta contra a corrupção e as ações corrompidas de alguns poderes nacionais, clamando por uma intervenção militar em sua maioria.

NICOLÁS MADURO, DO PARTIDO SOCIALISTA UNIDO DA VENEZUELA, É PRESIDENTE DO PAÍS DESDE 6 DE MARÇO DE 2013, TENDO OCUPADO O CARGO DE PRESIDENTE INTERINO E DEPOIS ELEITO NAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DO MESMO ANO. DESDE JANEIRO DE 2017, O PARLAMENTO NÃO RECONHECE NICOLÁS MADURO COMO PRESIDENTE, E A OPOSIÇÃO O CONSIDERA DITADOR.

No Brasil desde muitos anos, o militarismo não aceita essa ideia de comunismo, nem socialismo, e os militares podem intervir a qualquer momento com uma tomada militar, como em 1964, por parte dos militares que quando assumem, o fazem sempre com ideais patriotas e cívicos, e tem um papel regulador e vigilante independente de ideologias políticas, para manter a democracia, o civismo e a autoridade do estado de direito, segundo análise própria de oficiais das forças armadas brasileiras. E todo esse quadro da situação estravagante de violência, (como no caso do Rio de Janeiro) e ataques a moral e a família, gera um clamor por ordem e justiça, próprios de uma nação que como o Brasil leva em sua bandeira a frase: “Ordem e Progresso”.

Ainda que a ideia e o objetivo dos partidos políticos comunistas do Brasil e dos países estarem de acordo com os ideais socialistas de Hugo Chavez, quem queria transformar a América Latina em um só bloco comunista, esse objetivo agora está bem distante de se tornar possível, pela própria ausência desses líderes comunistas e de todos aqueles que como eles fomentavam essa ideia e pelo fracasso desse sistema de governo na America Latina. E quanto a nós, basta com crer que Deus é soberano e capaz de transformar não somente o ser humano como indivíduo, como também uma nação inteira e atuar de forma que possamos afetar positivamente a cultura e a política, com a Justiça de Deus.

Jorge França é natural do Rio de Janeiro, Brasil, presidente e fundador do CEIMAD, Centro Evangelistico Internacional Maracaibo, na Venezuela e na Colombia. Ele é pastor, missionário e capelão esportivo na Venezuela. Informações sobre o tema pelo E-mail: jorge.missoes2008@gmail.com.

Related posts