Com Preços em Alta, Imóveis em Miami foram Investimento Certeiro

Os brasileiros que investiram em imóveis em Miami há cinco anos acertaram a aposta. Os preços subiram, em média, 75% desde 2012, segundo uma pesquisa da Investorise, startup americana que usa inteligência artificial para compilar dados do mercado imobiliário. Como o real desvalorizou 73% no período, o ganho foi de cerca de 200% em reais.

No mesmo período, o Ibovespa subiu em torno de 30% e o CDI rendeu 80%. Mas os números indicam que há riscos para o futuro. De acordo com a Investorise, os preços de casas e apartamentos em Miami estão apenas 6% abaixo do valor atingido há dez anos, antes do estouro da bolha imobiliária em 2008.

Após desembolsar US$ 125 milhões em um terreno em Downtown, a Aston Martin, conhecida pela excelência em carros esportivos de alto desempenho, ingressou de forma glamourosa no mercado imobiliário com a construção do Aston Martin Residences. Com previsão de entrega para o ano de 2022, cerca de 20% das unidades já foram vendidas. Desse total, 40% para brasileiros, segundo Matias Alem, fundador da BRG International, responsável pela comercialização do empreendimento.

A construção está sendo realizada pela empresa argentina G and G Business Developmentes e a decoração das áreas comuns do edifício será focada no estilo Aston Martin, sempre transmitindo o ambiente tropical da bela cidade americana.

O edifício foi projetado com heliporto no topo, estações de carregamentos para carros elétricos, piscina infinita no terraço localizada no 55º andar, Fitness Spa e Fitness Center.

Há ainda sala de meditação e suítes de tratamento, galeria de arte e lobby art no 53º andar, cinema privativo, golfe virtual, salão de beleza, entre outras mordomias, sem contar que, para a alegria de quem gosta de animais, o prédio é pet friendly.

Share

Related posts