Centro Cultural Brasil USA celebra 20 anos nos USA

O Centro Cultural Brasil USA está celebrando 20 anos de atividade nos Estados Unidos. O CCBU foi criado em 1997 com o objetivo de divulgar a cultura brasileira no sul da Florida e manter a raiz cultural das crianças brasileiras. Segundo a fundadora e presidente da entidade, Adriana Sabino, 20 anos depois o Centro Cultural é uma entidade forte, reconhecida pelo trabalho cultural que desenvolve nos Estados Unidos e premiada várias vezes no Brazilian International Press Award por sua contribuição na divulgação da cultura brasileira nos Estados Unidos. Entre os pro¬jetos do CCBU destaque para a criação do primeiro projeto bilingue Inglês-Português na Ada Merritt Elementary School, o Brazil Pavilion no Miami Book Fair International o o scholarship fund para alunos fluentes em Português do Miami Dade College. Uma das exposições mais destacadas do CCBU foi a exibição 12 Stadiums / 12 Cities: Brazil 2014, World Soccer Destination, que aconteceu no Coral Gables Museum. Nesta entrevista exclusiva, Adriana Sabino, presidente do CCBU, fala sobre a visão e os projetos da entidade.

LINHA ABERTA – Como surgiu a idéia de se criar um centro cultural brasileiro na Flórida?
ADRIANA SABINO – Em 1996, notando o grande número de brasileiros que estavam se radicando em Miami, e sabendo que muitas dessas famílias precisariam de materiais típicos do Brasil para as apresentações sobre países nas escolas locais, apresentei ao então Consul Geral do Brasil em Miami, Luiz Fernando Benedini, a proposta de criar um acervo de materiais, no Consulado, para atender a todas as famílias e estudantes que precisassem de objetos, bandeiras, fantasias para suas apresentações escolares. Eu e outros voluntários nos encarregaríamos de coletar e classificar os objetos, que ficariam num espaço do Consulado.
Benedini não só aprovou o projeto, e ofereceu o espaço, mas foi além, sugerindo a criação de um “Centro Cultural”, já que o Itamaraty estava desativando os centros de estudos brasileiros e incentivando as novas comunidades brasilei¬ras no exterior a fazer essa ação de divulgação cultural. Essa idéia me atraiu, pois sei do valor da divulgação da cultura como instrumento de conexão de pessoas, além de apreciar artes visuais, teatro, música, etc. Enxerguei também a possibilidade de usar a cultura para apresentar a então mais nova comunidade imigrante no Sul da Florida – os brasileiros. O passo seguinte foi identificar outros voluntários interessados no projeto de divulgação de cultura brasileira. Em 1997, o CCBU foi incorporado como uma non¬-profit (501.c.3) Florida Corporation.
LINHA ABERTA- Qual a principal meta do CCBU?
ADRIANA SABINO – A missão do Centro Cultural Brasil-USA ou como você pergunta, a principal meta do CCBU, é divulgar e promover cultura brasileira no Sul da Flórida e manter as raízes nacionais das crianças brasileiras que crescem nessa área.
LINHA ABERTA- Se você tivesse que destacar um programa do Centro Cultural Brasil -USA, qual seria o mais importante?
ADRIANA SABINO – É dificil escolher apenas um. Destaco todos os programas que divulgaram cultura brasileira para o público multi nacional de Miami Dade e Broward, como os Pavilhões do Brasil nas Feiras do Livro de Miami de 2005 a 2008; a exposição 12 Stadiums / 12 Cities: Brazil 2014, World Soccer Destination, no Coral Gables Museum, de junho a setembro de 2014; os festivais culturais nas bibliotecas de Miami Dade e Broward Counties e também no Miami Children’s Museum; o apoio e colaboração à criação do pri¬meiro programa bilingue e bicultural de imersão utilizando conteúdo brasileiro, no sistema escolar público dos Estados Unidos, em 2003 na escola pública elementar Ada Merritt, em Miami.
LINHA ABERTA- Qual o envolvimento do Consu¬lado Brasileiro com o CCBU?
ADRIANA SABINO – Como expliquei acima, o Cen¬tro Cultural nasceu de uma sugestão do Cônsul Geral, Luiz Fernando Benedini. Até 2012, quando mudamos para a sede em Coral Gables, estávamos localizados dentro do Consulado Brasileiro, onde instalamos a primeira biblioteca totalmente dedicada à literatura brasileira, contando com um acervo de quase 5 mil itens, entre livros, discos, objetos brasileiros. De acordo com os nossos “by laws”, o Consul Brasileiro é o Presidente Honorá¬rio do CCBU. E podemos dizer que colaboramos com o Consulado na divulgação e promoção da cultura brasileira. No momento, contamos com um grande apoio do nosso atual presidente honorário, o Embaixador Adalnio Senna Ganem. E estamos trabalhando juntamente com o consu¬lado na criação de um projeto que vai enfocar na presença brasileira no espaço urbano de Miami, a ser apresentado em setembro.
LINHA ABERTA – Como presidente da entidade, qual sua visão da cultura brasileira nos Esta¬dos Unidos?
ADRIANA SABINO – O Brasil, os brasileiros e sua cultura ainda são muito pouco conhecidos nos Estados Unidos. O Centro Cultural é um caso isolado na comunidade brasileira dos EUA. Existem organizações que promovem o cinema brasileiro, outras divulgam música, não conheço nenhuma cuja missão é apresentar, “explicar” dife¬rentes aspectos da nossa cultura, e usá-la como instrumento para abrir espaços de prestígio para a nossa comunidade.
LINHA ABERTA – Quais as metas do CCBU para 2017 e 2018?
ADRIANA SABINO – Ampliar o número de associados e celebrar a presença brasileira no Sul da Florida, mostrando como a nossa presença enriqueceu essa região com inúmeros elementos culturais que se integraram na comunidade multi cultural do Sul da Florida.

Related posts