‘Mãe de todas as bombas’ matou 36 membros do EI, diz Afeganistão

Porta-voz do Ministério da Defesa afirmou que ataque dos EUA destruiu três túneis, armas e munições do grupo. Foi a 1ª vez que militares norte-americanos usaram ‘maior bomba não-nuclear’.
Trinta e seis membros do Estado Islâmico foram mortos na operação de combate ao grupo terrorista ordenada pelos Estados Unidos no Afeganistão na quinta-feira (13), afirmou o Ministério da Defesa do Afeganistão, segundo a agência Reuters. Durante o ataque, os militares norte-americanos lançaram a bomba MOAB GBU-43, apelidada de “mãe de todas as bombas”.
A bomba é a mais potente não-nuclear já usada pelos EUA e tem 11 toneladas de explosivos. A bomba foi lançada sobre o Afeganistão por uma aeronave C-130, operada pelo Comando de Operações Especiais da Força Aérea.
De acordo com a CNN, o ministro do Afeganistão afirmou que o ataque também destruiu três túneis subterrâneos, armas e munições. Ainda segundo um porta-voz do Ministério da Defesa, nenhum civil foi morto durante o ataque.
O artefato foi lançado nesta quinta no distrito de Achin, que fica na província de Nangarhar, perto da fronteira com o Paquistão, para atacar túneis e cavernas usadas pelo grupo extremista Estado Islâmico na região.

Related posts