Volkswagen faz mais um acordo de US$ 157 milhões por ‘dieselgate’ nos EUA

Até agora a fabricante de veículos aceitou pagar mais de US$ 20 bilhões nos Estados Unidos por multas e ressarcimentos.
emã Volkswagen concordou em indenizar 10 estados dos Estados Unidos para saldar queixas ambientais e de consumidores por seus carros com motores adulterados para dissimular sua poluição.
A fabricante aceitou pagar US$ 157,5 milhões dessa dezena de estados, entre eles Nova York, Massachusetts e Pensilvânia, e assim saldar as demandas por violar as normas sobre emissão de gases poluentes.
“O acordo evita prolongados e caros litígios enquanto a Volkswagen continua trabalhando para recuperar a confiança de clientes, autoridades e público”, disse à empresa em uma declaração.
Nos 10 estados com os quais se chegou a um acordo vigoram as mesmas normas sobre emissões contaminantes que na Califórnia, que são consideradas mais rigorosas do que a lei federal.
Até agora a companhia aceitou pagar mais de US$ 20 bilhões nos Estados Unidos por multas e ressarcimentos a autoridades, clientes e vendedores de seus automóveis.
Fraude afeta milhões de veículos com motores a diesel no mundo inteiro (Foto: Arnd Wiegmann)
E no Brasil?
A fraude em emissões de poluentes é bem menor no Brasil porque apenas a picape Amarok (2011 e 2012) é equipada com motor a diesel por aqui. Até o momento, a Volkswagen disse que 17 mil unidades possuem o dispositivo que burla os testes de laboratório, mas o software não estaria ativo.
No entanto, o Ibama confrontou a posição da fabricante depois de testes adicionais e confirmou uma multa de R$ 50 milhões, alegando que o dispositivo está ativo e que a picape não teria sido homologada no país se não fosse a fraude.
A decisão do Ibama também exige um recall imediato dos modelos afetados. O instituto ainda vai investigar modelos mais novos da Amarok, que também apresentar grande diferença entre os números de laboratório e de uso normal na pista.
A Volkswagen ainda não se manifestou sobre os testes do Ibama e não fez nenhum acordo no Brasil. A empresa tem 20 dias para pagar a multa ou entrar com novo recurso no Ibama.
O que é o “dieselgate”?
Em setembro de 2015, a Volkswagen assumiu que 11 milhões de carros em todo o mundo, movidos a diesel, tinham um dispositivo que reconhecia quando esses veículos passavam por uma inspeção ambiental.
O programa, então, agia para que esses carros emitissem menos poluentes apenas nessas condições. Nas ruas, eles poluíam mais do que o aceitável, dependendo das regras de cada país.
A descoberta foi feita nos Estados Unidos e, semanas depois, a Volkswagen do Brasil informou que 17.057 unidades da picape Amarok, modelo 2011 e 2012, vendidas no país, eram equipadas com esse software.
Em julho passado, a Volkswagen divulgou que o dispositivo não estava acionado no Brasil. Na época, o Ibama afirmou que os testes ainda não tinham sido concluídos.
“Após uma verificação inicial sobre o atendimento dos níveis de emissão por parte da picape Amarok, acaba de completar uma nova bateria de testes internos ainda mais abrangente, que reafirmou que o produto atende plenamente aos limites de emissões estabelecidos por lei, sem prejuízo ao meio ambiente”, disse a montadora, em nota, na época.

Related posts