A gestão da emoção. Como controlar nossos sentimentos

Auguto Cury
A humanidade tem percebido que não adianta ter os conhecimentos e habilidades necessários para gerenciar o mundo de fora se, primeiro, não aprendermos a gerenciar o mundo de dentro. E, para isso, devemos ter em mente que não há fórmulas mágicas. A palavra de ordem da gestão da emoção é a educação, o treinamento constante e o exercício contínuo. Em uma sociedade altamente competitiva, se as pessoas não forem capazes de gerir suas emoções, será quase impossível viver sem esgotar o cérebro. Controlar as emoções é fundamental para uma vida equilibrada, para uma boa tomada de decisões e para a saúde das relações.
      O ser humano moderno tem uma mente tão complexa e abarcada por tantos estímulos da atualidade que não é mais gestor de sua mente. É marionete dos pensamentos acelerados e perturbadores. Desta forma, é necessário “gerenciar a mente” através da inteligência emocional. Precisamos entender sobre depressão, ansiedade, medicação, Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA) e saber como lidar com experiências traumáticas.
     A Síndrome do Pensamento Acelerado é o mal do século, superando a depressão, por atingir pessoas das mais diversas idades, das crianças aos adultos, e de todas as classes sociais. Crianças e adolescentes estão esgotados mentalmente. Pais e professores estão fatigados sem saber a causa. Profissionais das mais diversas áreas já acordam sem energia e carregam seu corpo durante o dia.
     A depressão é o último estágio da dor humana, é uma doença gravíssima que precisa ser tratada. Atingirá 20% da população até o final desta década, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde).  Mas a SPA, infelizmente, tem atingido uma parcela ainda maior da população, pois estimamos que mais de 85% das pessoas são acometidas por essa síndrome. A Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA) é uma ansiedade com características novas, embora tenha alguns sintomas semelhantes aos transtornos clássicos de ansiedade, como o Estresse Pós-traumático, a TAG – Transtorno de Ansiedade Generalizada, Ansiedade fóbica.
     As causas da SPA são os excessos da modernidade: excesso de informações (atualmente o número de dados dobra-se a cada um ano, enquanto no passado dobrava-se a cada dois séculos), excesso de trabalho, de atividades, de uso de celular, games, internet, mudanças sociopolíticas. -Os sintomas são: fadiga ao acordar, sofrimento por antecipação, irritabilidade, baixo limiar para frustrações, dificuldade em lidar com pessoas lentas, déficit de concentração, de memória, transtorno do sono e sintomas psicossomáticos, como dores de cabeça e muscular. Dois a três sintomas já refletem um cérebro esgotado.
       O Homo Sapiens, ser humano moderno, tem uma mente tão complexa e abarcada por tantos estímulos da atualidade que não é mais gestor de sua mente. É marionete dos pensamentos acelerados e perturbadores, não consegue dar um choque de lucidez nas informações que recebe. Têm uma mente que é um depósito sem gerenciamento, absorve tudo, desde os jornais, livros, processos das empresas, mas não consegue dar uma administração adequada para utilizar, de maneira racional e assertiva, os dados que têm para desenvolver criatividade e capacidade de resposta.
      A criatividade é bastante privilegiada quando desenvolvemos a inteligência emocional. Ela não deve ser atrelada tão somente à capacidade de criação concreta, ou seja, associada à inventividade, elaboração tecnológica, produção literária, musical, cênica, cinematográfica, mas é preciso expandirmos a nossa visão de criatividade sobre múltiplas possibilidades nos desafios cotidianos.
     Quantas vezes nos deparamos com um problema anteriormente enfrentado sem conseguir vislumbrar caminhos para solucioná-lo diferentes dos outrora trilhados? Somos criativos ao surpreendermos saudavelmente os outros, ao trabalhar nossas argumentações diante de uma discussão, ao elaborarmos uma comunicação não agressiva, ao sermos mais afetuosos em apontar erros. Muitas vezes nos tornamos reféns da velha forma de ver e pensar sobre as coisas, sem nos permitir mudar o foco, ver por outro prisma, tentar novas possibilidades.
     O papel principal do ser humano é dirigir o script da sua história e dirigir esse script não passa por apagar o passado, mas reeditá-lo no presente. A cada crise, introduz a esperança, em cada frustração, introduz novas ideias, a cada lágrima, se irriga a sabedoria. Só se muda história escrevendo outra e não deletando a primeira.
      A medicação, quando necessária, é um ator coadjuvante do tratamento. Os ansiolíticos são úteis, em especial quando há transtorno do sono. O sono é o motor da saúde física e psíquica. Se alguém desprezar o seu sono sofrerá sérias consequências. Mas o Eu deve ser o ator principal. Cada vez mais pessoas no mundo todo estão tomando consciência de que a vida é um grande espetáculo, mas apesar de ser belíssima, ela é muito breve, tal como uma chama que rapidamente cintila e logo se dissipa. Tal consciência nos estimula a buscar a sabedoria e investir em qualidade de vida, tornando-nos profissionais mais eficientes, amigos mais compreensivos, pais mais profundos, mães mais amorosas, jovens mais inteligentes, pessoas mais felizes.
     É fundamental investir naquilo que o dinheiro não compra e o status não propicia. Para desenvolver as funções mais importantes da inteligência e viver dias felizes, é necessário garimpar nos recônditos anônimos do espírito humano, no anfiteatro de nossa mente e na arena de nossa emoção. É preciso sonhar, pois os sonhos são verdadeiros projetos de vida, resgatam nosso prazer de viver e nosso sentido de vida, que representam a felicidade essencial que todos procuramos.
A humanidade tem percebido que não adianta ter os conhecimentos e habilidades necessários para gerenciar o mundo de fora se, primeiro, não aprendermos a gerenciar o mundo de dentro. E, para isso, devemos ter em mente que não há fórmulas mágicas, a palavra de ordem da gestão da emoção é a educação, o treinamento constante e o exercício contínuo.  Quando aprendemos a gerir nossas emoções somos mais felizes.

Related posts