Ataque talibã com ajuda de infiltrado mata 12 policiais no Afeganistão

Agente da própria corporação ajudou talibãs a entrarem em posto de controle. Armas e equipamentos foram roubados do local.
Pelo menos 12 policiais morreram em um ataque talibã contra um posto de controle, propiciado supostamente por um agente da própria corporação na província de Helmand, no sudoeste do Afeganistão, indicaram nesta terça-feira (28) fontes oficiais locais.
“Após a meia-noite [horário local], um policial ajudou os talibãs a entrarem em um posto de controle e a matar 12 companheiros. Depois, acabou fugindo”, disse Hussain Alizada, membro do Conselho Provincial. Os insurgentes roubaram armamento e equipamentos do posto de controle, situado no cinturão de segurança no leste da cidade.
Abdul Majid Akhundzada, também membro do Conselho Provincial, confirmou o ocorrido e o número de mortos, e acrescentou que as autoridades já transferiram “os corpos do posto de controle para os quartéis da polícia”. O porta-voz do governo provincial, Omar Zwak, confirmou o incidente e a morte de “vários policiais”, mas não deu detalhes sobre o fato, nem sobre os mortos, alegando que a “investigação continua em curso”.
O porta-voz talibã Zabihulah Mujahid escreveu em sua conta no Twitter que “um posto de controle do inimigo foi tomado e o comandante do posto, assim como outros 11 policiais, morreram e suas armas foram capturadas”.
De acordo com dados dos Estados Unidos, entre janeiro e novembro de 2016, foram registrados 56 ataques de membros dos corpos de segurança contra seus próprios companheiros, que resultaram em 151 mortes e 79 feridos.
A violência no Afeganistão vem se intensificando nos últimos dois anos, após o fim da missão militar da Otan no país e, neste momento, o governo controla apenas 57% do território do país, segundo o Inspetor Especial Geral para a Reconstrução do Afeganistão (SIGAR, sigla em inglês) dos Estados Unidos. Helmand é uma das regiões que mais sofre pressão dos talibãs, que no ano passado chegaram a tomar partes de sua capital, Lashkargah, e seguem controlando vários distritos desta província.

Related posts