Trump começa a desmantelar legado de Obama no comércio livre

Donald Trump assinou ordem executiva para retirar EUA do TPP. TTIP deverá ser um dos próximos alvos.

Ao assinar a ordem executiva para retirar os Estados Unidos da Parceria Trans-Pacífico, mais conhecida pela sigla TPP, Donald Trump começou, como tinha prometido, a desmantelar o legado de Barack Obama na área do comércio livre.

O senador republicano John McCain considera que a saída do TPP “é um erro grave para a economia norte-americana e para a posição estratégica (dos EUA) na Ásia:
Um dos próximos alvos do novo presidente norte-americano deverá ser o já moribundo TTIP, um tratado comercial semelhante que está a ser negociado com a União Europeia.

Trump promete, no futuro, privilegiar acordos bilaterais, mas “se alguém se portar mal, enviamos uma carta de rescisão e têm 30 dias para endireitá-lo ou nós saímos”, afirmou.
Se a saída dos EUA do TPP deixa a porta aberta à China para aumentar ainda mais a sua influência na Ásia, na fronteira sul, o México, mais do que com o muro, está preocupado com a renegociação do Tratado Norte-Americano de Comércio Livre (NAFTA).
“Nem confronto, nem submissão: a solução está no diálogo e na negociação”, defende o presidente mexicano. Enrique Peña Nieto deverá encontrar-se com Trump no final deste mês de janeiro.
Já o Canadá recebeu entretanto de um conselheiro de Trump, Stephen Schwarzman, a informação que não deve “ficar muito preocupado” com a renegociação do NAFTA por que não é o alvo principal das mudanças que o Presidente dos Estados Unidos quer operar no acordo.

Related posts