Estados Unidos orientam escolas para ter banheiros para transgêneros

A Casa Branca divulgou nova diretriz que orienta escolas públicas dos Estados Unidos a disponibilizarem banheiros para alunos transgêneros. A medida recomenda que as instituições de ensino públicas devem permitir que os alunos usem sanitários de acordo com a sua identidade de gênero. Em um comunicado divulgado junto com a normativa, a Procuradora-Geral do país, Loretta Lynch, disse que não há espaço para nenhum tipo discriminação nas escolas norte-americanas, inclusive contra estudantes transgêneros baseados em seu sexo.
O documento foi assinado por autoridades dos departamentos de Educação e Justiça e, embora não tenha um caráter impositivo (lei), alerta que as escolas que não cumprirem a diretriz poderão ser proces-
sadas e perderem recursos federais de financiamento. Lynch disse que o texto fornece subsídios para que administradores, professores e pais possam proteger estudantes transgêneros de situações constrangedoras e assédio de colegas. O acesso a banheiros públicos para pessoas transgênero é alvo de uma disputa judicial entre a administração de Barack Obama e o estado da Carolina do Norte. Em março, o estado decidiu restringir o acesso de pessoas transgêneras aos sanitários públicos.

Related posts