Carta da Editora: O Tempo Passa e a Gente Nem Vê

Este mês, apresentamos duas matérias super interessantes que falam sobre o passar do tempo. Mostramos como os artistas estão mais jovens, apesar da idade e de como os 60 são os novos 40. Os cuidados com o corpo podem tardar o envelhecimento, mas precisamos tomar conta da nossa mente para que ela permaneça sempre jovem. De que adianta um corpo jovem se os nossos pensamentos são de uma pessoa de 100 anos? E quantas vezes não nos sentimentos como um velhinho, cansados de lutar por uma vida melhor?

Muita gente reclama que o tempo está passando muito rápido. Já no século 19, defendia-se a idéia que o tempo passa mais rápido à medida que envelhecemos. Hoje, em pleno século 21, com toda a tecnologia para facilitar a nossa vida, estamos mais sem tempo ainda. Quando fazemos  pergunta: “Quão rápido passaram os últimos dez anos para você?” Tenho certeza de que sua resposta é simples e taxativa. Passaram rápido demais.

O tempo é implacável, ele passa e a gente nem percebe. E quando nos damos conta, dez anos se passaram e vemos momentos que não voltam mais e que hoje fazem parte de um passado, muitas vezes próximo, ou mesmo distante. E quando a gente vê que, por exemplo, uma pessoa que há 10 anos atrás tinha 35 anos, hoje tem 45 anos, queremos correr atrás do tempo. Vemos que nossos pais estão ficando mais velhos, que o peso da idade faz parte da vida, que precisamos priorizar o que realmente importa.

Na verdade, não damos conta desta realidade porque o nosso dia a dia é uma loucura porque corremos atrás do tempo todos os dias, e quando paramos para pensar percebemos que as diferenças que ocorrem em 10 ou 20 anos são brutais. Podemos dizer que os 60 são os novos 40 e que as pessoas estão vivendo mais, com melhor qualidade de vida, sendo mais produtivas por mais tempo. Que a nossa mente e o nosso corpo possam ser renovar a cada dia e que os anos vindouros sejam com qualidade de vida.

Related posts