Brasil e Alemanha firmam parceria para combate à fome no mundo

Os dois países pretendem juntos aumentar e melhorar a produção de alimentos saudáveis

Os ministros do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, e da Alimentação e Agricultura da Alemanha, Christian Schmidt, assinaram hoje (20) declaração conjunta para fortalecer o combate à fome no mundo e fazer valer o direito à alimentação.

O documento reforça a determinação dos dois países em promover métodos de produção sustentáveis, investimentos responsáveis na agricultura e acesso justo e seguro a recursos naturais, como terras, florestas e bancos de pesca.

Christian Schmidt ressaltou que a agricultura familiar é uma das estratégias para melhorar a segurança alimentar. Segundo ele, o Brasil é um exemplo, pois implementou políticas públicas e sociais e conseguiu sair do mapa da fome das Nações Unidas.

De acordo com os ministros, Brasil e Alemanha têm uma agenda comum, como cooperativas familiares, agroecologia e direito à alimentação.

Para Patrus Ananias, os técnicos alemães podem ajudar os agricultores familiares brasileiros a aumentar e melhorar a produção de alimentos saudáveis. De acordo com Schmidt, o Brasil tem muitas oportunidades e também desafios em decorrência de sua extensão territorial e abundância em recursos naturais.

“Estamos na ‘mesma onda’. Tenho certeza de que essa cooperação vai continuar para além deste encontro. As nossas análises são bastante paralelas, e ambos precisamos de soluções que passem pelo social, econômico e ecológico”, disse Schmidt.

Christian Schmidt é membro da delegação que acompanha a chanceler alemã, Angela Merkel, na viagem ao Brasil.

Já o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, reuniu-se com uma delegação alemã para tratar de temas como governança na internet, liberdade de expressão, infraestrutura da rede, TV pública e o impacto das grandes empresas de internet nas economias nacionais.

Em nota, o ministério considera de grande importância parcerias com a Alemanha. De acordo com o comunicado, a ministra da Cultura e Comunicação da Alemanha, Monika Grütters, também destacou que é fundamental grandes atores mundiais conjugarem interesses para a promoção de valores democráticos.

Related posts