Lytron
My Partner
cultureholidays

Governo do Mato Grosso escuta demandas sociais do Xingu

Durante três dias a expedição do Governo do Estado percorreu aproximadamente mil quilômetros por estradas, em sua maioria de terra, que estão em péssimas condições para o tráfego de veículos, com incontáveis buracos, pontes de madeira deterioradas, lamaçais e atoleiros.

O trajeto foi conhecido debaixo de muita chuva, o que só aumentou o desafio da expedição que teve como missão mapear a situação das mais importantes rodovias estruturantes que ligam o Nortão ao Xingu.

A viagem por terra foi entre Matupá e Santa Cruz do Xingu, atravessando cidades, distritos e o Parque Nacional do Xingu. Ao longo do percurso, houve uma série de paradas em diferentes localidades para ouvir as principais demandas dos moradores.

Em geral, eles relataram as dificuldades para ter acesso a serviços públicos e escoar a safra da região, que é apontada como a última fronteira agrícola de Mato Grosso, estado que detém a maior produção do planeta.

A estrada com percurso mais complicado foi a MT-322 (antiga BR-080), que passa pelo Parque Nacional do Xingu e esta repleta de atoleiros. As carretas com cargas e carros pequenos são os que mais sofrem. Durante o percurso, foram vistos caminhões e veículos que ficaram atolados e muitos outros com dificuldades para atravessar grandes lamaçais.

Foto: Chico Valdiner/ Gecom-MT (22/03/2015)

CV_Expedicao-Xingu-Governo-Mato-Grosso_0123032015 CV_Expedicao-Xingu-Governo-Mato-Grosso_0223032015 CV_Expedicao-Xingu-Governo-Mato-Grosso_0323032015 CV_Expedicao-Xingu-Governo-Mato-Grosso_0423032015 CV_Expedicao-Xingu-Governo-Mato-Grosso_0523032015 CV_Expedicao-Xingu-Governo-Mato-Grosso_0623032015

Share

Related posts