Feijoada

Ciências – NASA diz que asteroide passou perto da Terra

Segundo a NASA asteroide irá passou perto da Terra. De acordo com informações da NASA o asteroide 2004 BL86 com cerca de 500 metros de diâmetro passarou próximo do nosso planeta, que se pode dizer que ele passou “raspando na terra”.

Cometa-Halley-ImagemA passagem do asteroide ocorrerá por volta do dia 26 de janeiro de 2015, segundo informações fornecidas pela agência espacial americana. Há muito tempo que um asteroide de tamanhas dimensões não passa tão perto de nosso planeta. A última vez que isso ocorreu foi há 200 anos, e a previsão para o próximo evento dessa classe tem data marcada para 2027, quando um outro asteroide o 1999 AN10, irá se aproximar há uma distância incrivelmente curta da Terra, segundo prevê a NASA.

Asteroid2004BL86

Possibilidade de colisão do asteroide com a Terra Contudo, os cientistas da agência espacial americana descartaram a possibilidade de colisão. Os pesquisadores acreditam que, no máximo ele passará a cerca de 1,2 milhão de quilômetros da órbita terrestre. Isso é equivalente a três vezes a distância entre a Terra e a Lua. Na imagem abaixo podemos ver trajetória que ele deverá traçar. Trajetória que o asteroide passará perto da Terra no dia 26 deverá seguir. Imagem: NASA   A Nasa também aproveitará o evento para analisar a estrutura do corpo celeste, o evento poderá ser observado também no Hemisfério Norte com a ajuda de binóculos potentes ou pequenos telescópios, masa trajetória do 2004 BL86 já pode ser acompanhada no hemisfério sul.

v2-asteroid-getty

Júpiter escudo de asteroides da Terra Nosso planeta desfruta de uma certa tranquilidade com relação a impactos de asteroides e meteoros, isso se deve a Júpiter, o maior planeta de nosso sistema solar. O gigante gasoso, que dotado de uma massa 317 vezes maior que a da Terra e por conseguinte uma gravidade muito maior também, acaba atuando como um “imã gigante” que atrai diversos corpos celestes para sua órbita antes que eles cheguem ao nosso planeta.

 

Leia mais em: http://ciencia.me/2J7

Related posts