Não ficará pedra sobre pedra

24 Tendo Jesus saído do templo, ia-se retirando, quando se aproximaram dele os seus discípulos para lhe mostrar as construções do templo. Ele, porém, lhes disse: não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada. Mateus 24:1,2.

A o ler o relato de Mateus capítulo 24 nos chama a atenção o relato do princípio das dores, que está a partir do verso três, onde Jesus explica a seus discípulos sobre os acontecimentos finais.

Mas gostaríamos de meditar nos dois primeiros versículos do mesmo capítulo, onde Jesus chama a atenção dos seus discípulos. Eles estavam empolgados com a construção do templo, aquelas grandes colunas altas e bonitas, o templo todo adornado de ouro, na verdade o templo era uma das sete maravilhas daquele tempo.

Imagino que aqueles que moravam distante de Jerusalém, talvez em Belém, Nazaré, Cafarnaum ou qualquer cidade distante da capital, ficavam admirados ao ver tamanha beleza ao contemplar aquele magnífico templo.

Em 2012 tive o privilégio de visitar Israel e conhecer aqueles lugares em que a história está relatada nas páginas da bíblia sagrada. Fiquei profundamente tocado não só pela história, mas também pela presença do Espírito Santo que pairava naqueles lugares santos.

Voltei com uma nova dimensão de conhecimento, não só leio na bíblia ou dicionário, estive lá e isso nos ajuda a entender ainda melhor o texto quando vamos pregar ou ensinar em determinado assunto.

Dois mil anos se passaram e as pessoas, igual aos discípulos, ficam admiradas com a grandeza das grandes igrejas, abarrotadas de pessoas, com as grades bandas e cantores, com os equipamentos de som, filmagem, luzes, com os brilhos dos holofotes dos altares, e por aí vai.  E muitas pessoas na verdade esquecem que precisam de arrependimentos dos seus pecados. Esta foi a primeira mensagem que Jesus pregou, está relatado em Mateus capitulo quatro, verso 17. Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus.

Temos igrejas cheias, mas poucos são os arrependidos, temos bons músicos, mas muitos são desobedientes, na verdade vivem como se fossem as estrelas das igrejas, cantam mas não adoram, temos cooperadores que são bons só quando estão com um microfone não mão, não arredam o pé para ajudar ou servir como obreiro aprovado, são bons demais para se rebaixarem a uma tarefa menos importante na igreja.

Assim eles estão como os discípulos ainda olhando para as grandes estruturas ministeriais, e esquecendo que Deus quer usa-los em um outro lugar. Tem pessoas nestes ministérios grandes que só estão lá porque o pastor não pastoreia, só prega aquela mensagem de auto ajuda e eles ficam lá sem nenhuma mudança, sem arrependimento, muitos são alcoólatras, prostitutos, mentirosos, profanos, mas como não querem ser tocados, repreendidos, se escondem atrás da multidão, que provavelmente está nas mesmas condições.

Não sabendo eles que como o templo foi derrubado, queimado e destruído, conforme a palavra de Jesus, um dia também chegará a vez deste templo carnal cair, quem sabe não será tarde demais.

Estamos vivendo os últimos dias aqui na terra, a volta de Jesus está prestes a acontecer em qualquer momento, é hora de crescer e levar a sério a salvação das almas e não só as finanças de nossas igrejas, em saber sobre o quanto está entrando, mas sim quantas almas estão se salvando.

Nós pregadores das boas novas temos que pregar arrependimento, porque sem arrependimento e sem confessar os pecados não será possível ganhar a eternidade. Leia Romanos 10:9.10.

Arrependei-vos para que nossos pecados sejam perdoados. Esta foi a primeira mensagem de Pedro em Atos 2:38.#

>> Walace Carmo é pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular, em Orlando. Informações sobre o tema pelo email pr_walace@yahoo.com.

Related posts