CIA teria torturado ‘até o limite da morte’ supostos membros da Al-Qaeda

A CIA torturou até o limite da morte supostos membros da Al-Qaeda, afirma nesta segunda-feira o jornal britânico Daily Telegraph, citando fontes de segurança.

Ao menos duas pessoas, entre elas Khaled Sheik Mohamed, suposto ideólogo dos ataques de 11 de setembro de 2001, foram torturadas com técnicas muito mais agressivas do que as conhecidas até agora, como a simulação de afogamento ou submarino (waterboarding).

Segundo o Daily Telegraph, o senado americano publicará em breve um relatório sobre o tema que “escandalizará a opinião pública”.

“Eles eram mantidos debaixo da água até o limite da morte, na presença de um médico para assegurar que não iriam longe demais”, indicou o jornal, citando uma de suas fontes.

Segunda outra fonte consultada pelo Daily Telegraph, assim foi torturado Khaled Kheik Mohamed, atualmente detido na base naval de Guantánamo (Cuba), e outro saudita, acusado de ter promovido o atentado em 2000 contra o navio de guerra “USS Cole”.

Share

Related posts